Dominante na partida desde o primeiro quarto, time de Los Angeles assegura vitória com facilidade. Splitter jogou por 18 minutos

O Los Angeles Lakers atropelou o San Antonio Spurs neste domingo. Apesar de atuar fora de casa, dominou o time texano desde o primeiro quarto do jogo e, sem a menor dificuldade, conquistou a vitória por 99 a 83.

O pivô brasileiro Tiago Splitter entrou em quadra pelo time da casa na segunda metade, quando a partida já estava decidida. Atuou por 18 minutos: teve quatro pontos e cinco rebotes.

Esta foi a sétima vitória consecutiva do Los Angeles Lakers, que segue invicto desde a realização do “All-Star Game”. Já o San Antonio viu chegar ao fim uma invencibilidade como mandante na temporada que já chegava a 22 partidas.

Kobe Bryant foi o cestinha da partida com 26 pontos. O craque do Lakers ainda pegou sete rebotes e deu cinco assistências. O ala-pivô Pau Gasol registrou 21 pontos, seis rebotes e cinco assistências. O companheiro de garrafão do espanhol, o pivô Andrew Bynum, anotou apenas quatro pontos, mas destacou-se ao pegar 17 rebotes e dar três tocos.

O principal anotador do Spurs foi o ala-armador Gary Neal. O calouro saiu do banco e anotou 15 pontos, além de ter apanhado sete rebotes e dado quatro assistências. Os armadores Tony Parker e George Hill foram os outros dois únicos atletas da equipe que pontuaram em duplo dígito, com 14 pontos cada um.

Kobe Bryant organiza ataque do Lakers durante vitória sobre o Spurs
Getty Images
Kobe Bryant organiza ataque do Lakers durante vitória sobre o Spurs

O aproveitamento nos arremessos ilustra a diferença entre os dois times no jogo. O San Antonio teve índice baixíssimo de conversão, de apenas 36%. Já o Lakers acertou 46,7% dos seus chutes. E este desempenho chegou a bater na casa dos 60% durante os dois primeiros quartos.

Durante os quatro minutos iniciais da partida, ainda houve equilíbrio. A bola arremessada com precisão por Tony Parker quando o relógio indicava exatos 8:35 minutos restante no primeiro quarto empatou o jogo em oito pontos. Mas a competitividade do Spurs no jogo acabou por aí. O que se viu a partir deste momento foi um Lakers avassalador em quadra.

Com a pontaria calibrada, o ataque dos visitantes produziu 26 pontos no restante do período inicial. Tudo que o time de Los Angeles tentava ofensivamente parecia dar certo. E as coisas funcionavam também na defesa, pois o San Antonio teve desempenho desastroso nos arremessos, acertando somente dois chutes em 16 tentados, marcando apenas mais cinco pontos.

O Lakers concluiu o primeiro quarto com vantagem de 21 pontos (34 a 13). Os reservas que entraram não deixaram o nível do time cair, permitindo que a margem de distância em relação ao oponente seguisse aumentando ao longo do segundo quarto. No intervalo, os atuais campeões venciam por 65 a 37.

Nada que o técnico Gregg Popovich tentava fazia o Spurs reagir. A enterrada de Andrew Bynum e o arremesso certeiro de Kobe Bryant na abertura da segunda metade elevaram a vantagem do Lakers para 32 pontos. O jogo já estava decidido. Não havia a menor chance de reviravolta no marcador.

Tudo o que os mandantes conseguiram no final das contas foi tornar o revés um pouco menos elástico. Mas nada que deixasse de ilustrar o amplo domínio exercido pela franquia californiana durante toda a partida.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.