Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Jornalista revela que Shaquille O’Neal era agredido pelo pai

Ex-pivô da NBA chegou a levar um soco no rosto, mas diz que compreende as agressões e que elas o livraram da cadeia

iG São Paulo |

Getty Images
Shaquille O'Neal: ex-pivô da NBA diz que merecia as agressões que sofria do pai adotivo

O ex-pivô Shaquille O’Neal, que em junho deste ano se aposentou após 19 anos na NBA (a liga profissional de basquete dos EUA), era agredido pelo pai adotivo quando garoto. A revelação foi feita pela jornalista Jackie MacMullen, que escreveu junto com o ex-atleta o livro “Shaq Uncut: My Story”.

Leia mais: Nova reunião para salvar temporada da NBA termina sem acordo

Quando Shaq tinha apenas um ano de idade, em 1973, o pai biológico dele, Joseph Toney, foi preso por envolvimento com drogas e jamais voltou a ver o filho. Então, a criança foi adotada por Phillip Harrison, que vivia com a mãe de Shaq, Lucille. As agressões começaram mais tarde, na adolescência.

“Não estamos falando de umas palmadas”, diz Jackie MacMullen. “Estamos falando de um cinto, de agressões feias. Isso deixou a mãe dele muito perturbada. Claro, ela e o pai adotivo de Shaq não estão mais juntos”, explicou a jornalista.

Veja ainda: Shaq formará dupla com Barley na TV norte-americana

Segundo MacMullen, o pai adotivo do ex-pivô teve uma educação rígida e queria impor o mesmo ao filho. Não à toa, Phillip Harrison tornou-se sargento do exército. A jornalista chega a relatar uma ocasião em que Shaq levou um soco no rosto. Ainda assim, o astro diz que não guarda mágoa daquele que sempre considerou seu verdadeiro pai.

“Ele nunca me bateu sem motivo. Se não fosse por ele, eu estaria na prisão atualmente”, diz Shaquille O’Neal. “Eu era um ‘malandrão’, fazia muitas coisas erradas e andava com os garotos errados. Eu entendo por que ele fazia isso e o amo, mas jamais faria o mesmo com os meus filhos”.

Leia tudo sobre: shaquille onealnba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG