Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Jogadores do Miami choram depois da derrota para o Chicago

Revelação foi feita pelo técnico Erik Spoelstra, que não mencionou os nomes. Time vem de quatro derrotas consecutivas

iG São Paulo |

O técnico Erik Spoelstra, do Miami Heat, revelou durante a entrevista coletiva de domingo, após a partida contra o Chicago Bulls, que alguns jogadores choraram no vestiário depois da derrota de 86 a 87. Spoelstra não mencionou nomes, mas afirmou que isso ocorreu.

Nesta segunda-feira, o treinador do Miami se disse chocado com a repercussão de suas palavras. Mais ainda: afirmou que elas foram retiradas do contexto da frase. E disse que a imprensa superestimou o que ele disse.

Apesar de toda a polêmica criada, Spoels

tra disse que não se arrependeu do que falou. Preferiu dizer que o que a mídia fez foi "um clássico exemplo de sensacionalismo à procura de uma manchete". Por fim, tentou recuar sobre o que disse após a partida.

E declarou: "Vi jogadores emotivos (no vestiário). Cabisbaixos. Vi olhos brilhantes. O resto é tudo exagero (da imprensa)".

Nem o treinador e nem qualquer jogar disseram quem é que estava chorando no vestiário após a derrota para o Chicago, a quarta consecutiva, o pior desempenho do time nesta temporada.

Antes de o campeonato começar, o Miami surgia como uma das forças para ganhar o título. Tudo por conta da união de três dos grandes jogadores da atualidade: Dwyane Wade, LeBron James e Chris Bosh.

Wade já era jogador do Miami, mas seu contrato havia se encerrado. Mas ao acertar com LeBron (ex-Cleveland Cavaliers) e Chris Bosh (ex-Toronto Raptors), Wade renovou seu contrato com o time do sul da Flórida.

AP
Spoelstra disse que jogadores choraram no vestiário

A junção dessas três estrelas fez com que o time aparecesse entre os grandes favoritos na boca de torcedores e analistas. Mas o Miami não consegue jogar o que dele se espera.

Ocupa atualmente o terceiro lugar no Leste, com uma campanha de 43 vitórias e 20 derrotas, aproveitamento de 68,3

%. No geral, é o sexto colocado.

A equipe vem de quat

ro derrotas

consecutivas. Três delas para equipes que vão brigar pelo título: San Antonio Spurs, Orlando Magic e Chicago Bulls. Os dois últimos jogos foram realizados em Miami. E a forma com que elas vieram deve ter machucado emocionalmente os jogadores.

Contra o Orlando, o time chegou a estar 24 pontos na frente no terceiro quarto e perdeu a partir. Neste domingo, LeBron teve a bola do jogo nas mãos, mas falhou no momento de encestar a bola da vitória.

A derrota para o San Antonio, no Texas também merece menção, pois foi a mais vexatória da equipe na atual temporada. Foram 30 pontos de diferença: 125 a 95.

Contra estas mesmas equipes tops da liga, o Miami conseguiu apenas três vitória. Orlando, duas vezes, e Lakers. Foi “varrido” pelo Boston (3 a 0), Chicago (3 a 0) e Dallas Mavericks (2 a 0). Ainda falta jogar mais uma vez contra Lakers e San Antonio.

Estes dois confrontos estão marcados para Miami. Nesta terça-feira (8), o adversário será o Lakers. No dia 14, o San Antonio.

 

Leia tudo sobre: Erik SpoelstraLeBron JamesMiami Heat

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG