Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Jogadores do Los Angeles Lakers saem em defesa de Pau Gasol

O ala-pivô espanhol foi novamente chamado de "soft". Desta vez quem o atacou foi Amar'e Stoudemire, do New York Knicks

iG São Paulo |

Dois títulos de campeão nas costas e quatro participações em “All-Star Game”. Mesmo assim o ala-pivô Pau Gasol não se impõe diante dos adversários; não tem o respeito deles. É chamado a todo o instante de “Gasoft”, um deboche dos oponentes que o consideram muito “light” em quadra.

“Muito light” pode ser interpretado também como um eufemismo para “pipoqueiro”. Ou “amarelão”. Enfim, o espanhol do Los Angeles Lakers não consegue se impor diante dos rivais. Mesmo com 2,13m de altura.

Amar’e Stoudemire, que atua na mesma posição de Gasol, foi o último a vir a público para cutucar o jogador do Lakers e chamá-lo de “soft”. Em inglês “soft” significa “suave”.

“Ele ainda continua ‘soft’”, disse Stoudemire em uma recente aparição pública em uma loja de materiais esportivos. Stoudemire foi perguntado sobre seus recentes confrontos com Gasol, dois pelo campeonato e um no “All-Star Game”. E para atenuar um pouco a declaração, emendou: “Mas ele é um bom jogador”.

Recentemente, Kendrick Perkins, pivô do Oklahoma City Thunder, disse o mesmo e ainda aproveitou para atacar o técnico Phil Jackson. “Eu não gosto do Pau Gasol e nem do Phil Jackson”, disse Perkins, que enfrentou a ambos em duas finais quando ainda era jogador do Boston Celtics. “Phil é arrogante e Gasol é ‘soft’”. No confronto, cada time ficou com um título.

Informados sobre as declarações contra Gasol, Lamar Odom e Ron Artest saíram em defesa do companheiro. “Esse é o jeito dele”, disse Artest. “Ele não tem que ser duro. É por isso que ele está aqui conosco”.

“Como você pode ser ‘soft’ com uma média de dez rebotes por jogo?”, questionou Odom. Gasol é o sexto melhor reboteiro da NBA com média de 10,2 por partida. Tem ainda 18,9 pontos de média por confronto.

Ron-Ron, como Artest é chamado pelos companheiros, aproveitou a oportunidade e alfinetou Stoudemire. Em outubro do ano passado, Amar’e foi capa da “ESPN Magazine”. Apareceu pelado pulando em uma piscina. “Isso é ser duro?”, questionou Artest.

[]P-Jax, como o treinador do Lakers é conhecido, disse ter a fórmula para Gasol se livrar o rótulo de “soft”: “É só ganhar mais um campeonato. Basta ir lá (entrar na quadra) e fazer isso de novo”. O Lakers é o atual bicampeão da NBA. Na temporada passada, Gasol ajudou o Lakers a eliminar o Phoenix, ex-time de Amar’e, nas disputas do Oeste, e depois bateu o Boston na decisão do título, enfrentando Perkins. E em ambos os confrontos ele obteve médias melhores do que os dois desafetos.

“Quando você olha para um cara alto e magro e olha para o seu jeito de jogar, pode parecer assim (‘soft’), mas de alguma forma ele arruma um jeito de conseguir 20 pontos e dez rebotes noite após noite”, disse Jackson. “Ele é um atleta incrível e de muita tenacidade. É um cara persistente. Quer ganhar, e é evidente que mudamos a nossa maneira de jogar desde que ele aqui chegou”.

Andrew Bynum, companheiro de garrafão de Gasol postou o seguinte em seu Twitter sobre o assunto: “A NBA é um lugar estranho. Como um cara que não joga nada na defesa (referência a Stoudemire) pode chamar de ‘soft’ um cara que tem dois títulos de campeão?”
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG