Para o comentarista, pivô que treinou por quatro anos no Rockets é digno de reconhecimento como atleta e embaixador do esporte

Na última sexta-feira, a NBA foi surpreendida com a notícia da aposentadoria do pivô Yao Ming . Embora seu agente ainda não confirme a informação , ex-companheiros e treinadores já falam com saudosismo do chinês. Para Jeff Van Gundy, que comandou o Houston Rockets entre 2003 e 2007, o jogador tem lugar entre os melhores da história do esporte.

“Primeiramente, ele merece ir para o Hall da Fama”, afirmou o comentarista do canal ESPN. “Eu não me importo se você o colocará lá como jogador ou representante do esporte. Este cara definitivamente merece isso por sua grandeza dentro de quadra enquanto saudável ou pelo que fez como embaixador”.

Um dos atletas mais adorados da China, Yao foi o responsável pela popularização do basquete e da NBA no país, que tem mais de 1,3 bilhão de pessoas. Além disso, sempre foi apontado como um jogador muito participativo em eventos e ações sociais realizadas em Houston e em sua terra natal. Nas Olimpíadas de Pequim-2008, ele carregou a tocha olímpica e a bandeira dos anfitriões durante a cerimônia de abertura.

Van Gundy ainda acredita que, pelo que fez dentro de quadra, Yao é subestimado pelo público em geral. “As pessoas esquecem quão bom ele foi”, disse. A opinião é compartilhada por outro ex-treinador do pivô, Rick Adelman.

“Eu não acho que as pessoas lembrem quão dominante ele foi”, afirmou o técnico, que deixou o Rockets em maio deste ano . “Ele foi ótimo ofensivamente e muito eficiente no lado defensivo. Você não podia marcá-lo individualmente, precisava enviar ajuda contra ele. E, se fizesse falta, ele acertava 89% de lances livres”.

Yao, de apenas 30 anos, teve uma carreira limitada por lesões. Nas últimas duas temporadas, o pivô acumulou apenas cinco jogos disputados. Em outubro de 2009, passou por uma cirurgia para reparar uma séria fratura no pé esquerdo. Já em janeiro de 2011, foi submetido a um novo procedimento para corrigir uma fratura no tornozelo esquerdo .

Em nove temporadas na NBA, Yao acumulou seis participações no “All Star Game” e foi duas vezes escolhido para o segundo time da liga (2007 e 2009). Com 486 partidas no currículo, o pivô anotou médias de 19,0 pontos, 9,2 rebotes, 1,9 toco e 52,4% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.