Tamanho do texto

Ex-jogadores disseram que as razões para que os brasileiros não joguem o pré-Olímpico devem ser "boas e justas"

Os ex-jogadores Dominique Wilkins e Alex English, dois dos maiores nomes da história da NBA, visitaram o Rio de Janeiro na última semana para participar do Basquete Sem Fronteiras, evento promovido pela liga norte-americana. Experientes, ambos defenderam Nenê e Leandrinho, que rejeitaram o chamado para defender a seleção brasileira no Pré-Olímpico da Argentina.

"Eles têm as razões próprias para não jogar. A temporada regular da NBA tem muitas partidas. Além disso, diante do que está acontecendo agora [locaute], os rapazes têm que ser muito cuidadosos", declarou Wilkins, acompanhado por English: "quaisquer que sejam as razões deles, tenho certeza que são boas e justas".

Com a próxima temporada da NBA ameaçada por um locaute, os atletas vivem clima de indefinição e podem enfrentar complicações em caso de possíveis lesões. Questionados sobre a situação, Dominique Wilkins e Alex English se recusaram a fazer comentários, já que o primeiro trabalha na liga e o segundo busca uma recolocação.

Atual vice-presidente de basquete do Atlanta Hawks, franquia que defendeu entre 1982 e 1994, Wilkins participou nove vezes do All-Star Game e conquistou o mundial de 1994 com a seleção. Eleito para o Hall da Fama em 2006, ele venceu a competição de enterradas em 1985 e 1990, além de ser o cestinha da temporada de 1986.

Veja também: Ídolo dos anos 70 não perdoa ausência de Nenê e Leandrinho

Já Alex English construiu sua carreira no Denver Nuggets, atual time de Nenê, a ponto de a franquia aposentar a camisa número 2 usada por ele. O ex-jogador deixou recentemente o cargo de assistente técnico do Toronto Raptors, equipe de Leandrinho. Eleito para o Hall da Fama em 1997, jogou o All-Star Game oito vezes.

Nenê e Leandrinho foram convocados pelo técnico argentino Ruben Magnano para defender o País no Pré-Olímpico da Argentina, mas recusaram. De acordo com a Confederação Brasileira de Basquete (CBB), ambos alegaram motivos pessoais. Em seguida, o jogador dos Raptors se disse lesionado.

Ídolo dos Nuggets, English elogiou o atual pivô da equipe. "Eu conheço o Nenê e já conversamos algumas vezes. Ele é talentoso e tem personalidade. Os fãs do Denver o adoram. Tenho certeza que os torcedores querem que ele fique na equipe por muitos anos", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.