Tamanho do texto

Com especulações sobre seu futuro em alta, pivô do Magic não gostou de alguns dos artigos veiculados por site de publicação local

Dwight Howard, do Orlando Magic, usou sua conta em uma rede social para criticar um dos principais veículos de comunicação da cidade, o “Orlando Sentinel”. O pivô condenou os recentes artigos veiculados no site da publicação, que especulam sobre seu futuro.

O jogador será agente livre ao fim da próxima temporada e poderá assinar contrato com qualquer equipe da liga. Acredita-se que Howard está interessado em jogar em uma cidade maior e com um time mais competitivo.

“Parece que os jornalistas do ‘Orlando Sentinel’ estão tentando me empurrar para fora de Orlando com estes artigos idiotas”, disse o atleta, escolhido melhor defensor da temporada 2010/11. “Posso aproveitar minhas férias e me preparar para a próxima temporada com o Magic, por favor?”.

Ainda segundo Howard, os jornais estão querendo que ele siga os passos do pivô Shaquille O’Neal. Em 1996, na condição de agente livre, o astro deixou o Magic para atuar pelo Los Angeles Lakers.

Nos últimos dias, os articulistas Mike Bianchi e Brian Schmitz escreveram matérias sobre a possível escolha do jogador. No entanto, o jornal se defendeu dizendo que quase toda a imprensa esportiva norte-americana está repercutindo o assunto, além de blogueiros e fãs de basquete. Os rumores se intensificaram desde a eliminação do Magic nas quartas-de-final de conferência contra o Atlanta Hawks .

Há uma semana, o próprio “Orlando Sentinel” fez uma brincadeira sobre a escolha do pivô vestindo-o com várias camisas de equipes diferentes e citando motivos pelos quais seriam decisões erradas . Você pode conferir a abordagem bem-humorada aqui .

Desde a eliminação, Howard tem evitado fazer comentários sobre as especulações que circulam na imprensa , mas abriu uma exceção e deixou uma mensagem para jornalistas e fãs do Magic: "Não estou culpando a imprensa. Só parem de escrever estas matérias idiotas. Vocês não tomarão a decisão por mim. Não quero que os torcedores de Orlando acreditem nisso. Amo minha cidade”.

    Leia tudo sobre: NBA