Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Hortência diz que Janeth recusou o cargo de treinadora da seleção

Dirigente disse que ofereceu a vaga de Carlos Colinas para ex-companheira. "Se ela dissesse sim, seria a treinadora"

iG São Paulo |

Hortência Marcari, diretora das seleções femininas do Brasil, disse neste domingo (19) que ofereceu o cargo de treinador da seleção brasileira feminina a Janeth Arcain. “Quando não houve mais acordo com o (Carlos) Colinas, a primeira coisa que eu fiz foi ligar pra Janeth. E disse pra ela: ‘O cargo é seu’. Mas ela disse não. Disse que queria cumprir todo o processo que estamos preparando para que ela se torne treinadora da seleção nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016”.

Hortência disse que aprovou a recusa de Janeth, pois, no entender dela, sua ex-companheira de seleção brasileira tem mesmo que cumprir todo o trajeto estabelecido antes de assumir o adulto. “Mas se ela dissesse sim, o cargo seria dela”, disse Hortência.

A dirigente da CBB contou também que durante um congresso no Mundial da República Tcheca, o técnico dos EUA, Geno Auriemma, disse que eles cometeram equívocos em chamar ex-jogadoras para assumir o cargo sem estarem preparadas. “Quando eu ouvi aquilo, pensei: puxa vida, não somos apenas nós que pensamos assim. Acho que estamos no caminho certo”.

Quanto ao novo treinador, Hortência afirmou que até meados de janeiro quer definir o nome. Mas disse que está encontrando dificuldades para contratá-lo. E deixou claro que esse treinador tem que falar português ou na pior das hipóteses espanhol. “Mas isso não quer dizer que ele vem de fora”, disse Hortência. “Estamos conversando com algumas pessoas, quando tudo estiver definido eu convoco uma coletiva e anuncio para todos o nome do novo treinador”.

 

Leia tudo sobre: HortênciaJanethCBB

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG