O anúncio foi há quatro dias, mas a demissão de Enio Vecchi do cargo de treinador da seleção só foi revelado agora

O anúncio foi há quatro dias , mas a demissão de Enio Vecchi do cargo de treinador da Seleção Brasileira feminina de basquete só teve o real motivo revelado na segunda-feira, durante evento realizado na sede do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) no Rio de Janeiro. Sem notar a presença de jornalistas no local, a diretora da Confederação Brasileira de Basquete (CBB) Hortência Marcari confidenciou a amigos que o desempenho da equipe no Pan-Americano foi fundamental para a saída do treinador, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo .

Veja também: Técnico da base vai dirigir a seleção feminina de basquete

"Demiti o Enio por causa do Pan, sim. É inadimissível usar o Pan-americano para fazer testes", teria dito a ex-jogadora em uma roda de amigos, entre os quais o ex-atleta de vôlei Bernard Rajzman e o mesa-tenista Hugo Hoyama. "Aquilo me irritou completamente. Quer fazer testes, que os faça lá no Vitória-Basquete/Crece (time dirigido por Enio na NBB entre 2010 e 2011)", completou.

Confira ainda: Fiasco no Pan 2011 foi determinante para saída de Vecchi

A irritação de Hortência era, principalmente, pela derrota no Brasil diante da fraca equipe de Porto Rico, na semifinal do torneio, que deixou a Seleção com a medalhe de bronze em Guadalajara. Além disso, a diretora se opôs à decisão do técnico em poupar a ala Iziane durante boa parte do duelo com as porto-riquenhas.

Duas horas depois de a CBB anunciar que não renovaria o contrato de Enio que se encerra em 31 de dezembro, Hortência se pronunciou e explicou que tratava-se de um "realinhamento do projeto pensando no continuidade do trabalho de base realizado até agora e para 2016 (Olimpíadas)". A diretora ainda garantiu já ter em mente nomes para assumir o comando da Seleção, e prometeu o anúncio oficial para breve. O Brasil já tem classificação garantida para os Jogos Olímpicos de Londres por ter vencido o Pré-Olímpico na Colômbia, sob a batuta de Enio Vecchi.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.