Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Fiba confirma vaga da Grã-Bretanha nos jogos de Londres 2012

Entidade que rege o basquete no mundo classificou diretamente o país que será anfitrião dos próximos Jogos Olímpicos

iG São Paulo |

(Divulgação)
Patrick Bauman, secretário-geral da Fiba
A Grã-Bretanha terá a sua vaga garantida no basquete feminino e masculino nos Jogos Olímpicos de Londres no ano que vem. A Fiba (entidade que rege o esporte no mundo) confirmou neste domingo em uma Conferência realizada em Lyon, na França, a decisão de classificar diretamente o país para o torneio do qual será anfitrião.

A Grã-Bretanha recebeu 16 votos favoráveis à participação do país nos Jogos Olímpicos de Londres. Apenas quatro membros do Conselho Central da Fiba foram contrários à possibilidade de dar a vaga diretamente.

A Fiba afirmou que o país atendeu as exigências feitas pelo conselho. Uma delas foi a participação de equipes locais nos torneios de verão da Eurobasket. No entanto, a entidade reiterou a necessidade de a federação local trabalhar para crescer no esporte.

"O Conselho Central votou favoravelmente à participação dos homens e mulheres nos Jogos Olímpicos, mas com a condição de que os países que formam a Grã-Bretanha (Inglaterra, Escócia e País de Gales) descubram o melhor caminho para o futuro do esporte", informou a federação em seu site oficial.

A Fiba estipulou como data limite 30 de junho de 2012 para os britânicos se posicionarem em relação a um novo modo de governar o basquete na região.

A decisão abre espaço para que o Brasil reivindique uma possível vaga em 2016. O país sul-americano será sede dos Jogos Olímpicos daqui cinco anos. Em outubro de 2010, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman afirmou que o país não tem vaga assegurada.

Outra decisão importante tomada pela Fiba foi a definição da sede do próximo Mundial feminino. A competição que acontece em 2014 será realizada na Turquia. O país levou a melhor na disputa contra a Austrália. A eleição favorável aos turcos aconteceu após o rival da Oceania aprovar a candidatura concorrente.

"A qualidade das duas propostas prova o crescimento do basquete feminino", disse Patrick Bauman, secretário-geral da entidade.

A Turquia foi sede do Mundial masculino disputado neste ano. Os turcos foram derrotados pelos norte-americanos na decisão. Na ocasião, o time dos EUA quebrou um jejum de 16 anos sem conquistas.
 

Leia tudo sobre: FIBA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG