Empresa desembolsou cerca de R$ 1.200 para utilizar as iniciais do nome do armador do New York Knicks em seus produtos

Jeremy Lin, armador do New York Knicks
EFE
Jeremy Lin, armador do New York Knicks
O armador Jeremy Lin tem se destacado na NBA ao longo do último mês, desde que assumiu a titularidade do New York Knicks . Mas uma empresa chinesa fabricante de bolas parece ter acreditado no sucesso do jogador um ano e meio antes de ele ficar famoso no mundo inteiro e registrou seu nome.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A Wuxi Risheng Co Sports Utility aplicou a inscrição Jeremy HSL – uma variação das iniciais do nome do norte-americano de ascendência asiática. O pedido foi aprovado em agosto, tendo a empresa desembolsado apenas US$ 700 (cerca de R$ 1.200).

Leia mais sobre basquete no blog do Fábio Sormani

O acordo pode representar um problema para a Nike. A empresa norte-americana tem contrato com Lin por três anos e lançou recentemente modelos de tênis e camisetas inspirados no jogador, mas dificilmente poderá anular a ação dos chineses.

Veja também:  Durant é MVP em vitória do Oeste sobre o Leste no "All-Star Game"

"Será difícil tirar esta marca da Risheng porque ela a aplicou nos mesmos produtos que a Nike costuma vender. O que a Nike e Lin poderiam fazer é comprar a Risheng, algo que poderia custar milhões de dólares”, afirmou o advogado Horace Lam em entrevista à Reuters .

Confira as dez melhores jogadas do "All-Star Game" desde ano

Os conflitos pelo uso de marcas e nomes conhecidos são frequentes na China, pois as leis locais permitem que estes registros sejam feitos com facilidade maior em relação a outros países. O caso mais recente envolveu Michael Jordan, que denunciou uma empresa por uso irregular do seu nome .

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.