Tracy McGrady, Shane Battier, Kyle Lowry e Chucak Hayes não economizaram palavras boas sobre o chinês que se aposentou

Yao em ação pelo Houston Rockets
Getty Images
Yao em ação pelo Houston Rockets
Yao Ming decidiu encerrar a sua carreira no basquete, mas o chinês ainda tem coisas boas para lembrar na NBA. Após o anuncio da aposentadoria, o pivô do Houston Rockets recebeu elogios de muitos companheiros nos nove anos em que esteve na liga profissional norte-americana.

"Ele é um dos jogadores que eu terei orgulho de dizer que joguei junto", disse Shane Battier em entrevista ao jornal norte-americano "Houston Chronicle" e completou: "Em todo o tempo em que estive com ele, Yao foi exatamente como uma estrela deve ser. Ele sempre trabalhou mais duro do que todos e sentia alegria pelos companheiros quando tudo dava certo".

Tracy McGrady seguiu a mesma linha em sua página no Twitter: "Com seu talento, caráter e a forma como ele liderava a equipe, Yao conseguiu muitos novos fãs para a NBA em todo o mundo".

"No talento, ele não estava no topo junto com Kobe Bryant e LeBron James", disse Chuck Hayes. "Mas ele trabalhou muito para conseguir essa condição de estrela. Trabalho duro que as pessoas geralmente não veem".

Companheiro de Yao na temporada passada, Kyle Lowry se disse "chocado" com a decisão do chinês. No entanto, o jovem armador do time texano afirmou que a aposentadoria do pivô "não é surpreendente".

Battier também não ficou surpreso com a decisão de Yao. Para o jogador do Memphis, "havia essa possibilidade e todo mundo sabia o número elevado de lesões que ele tinha". "Ele se esforçou muito para disputar o campeonato passado, mas chegou a hora em que isso tornou-se instransponível".

Yao era o atleta mais alto da NBA, com 2,29m, e deixa as quadras com apenas 30 anos de idade. A trajetória no basquete foi interrompida por uma série de lesões que o limitou a apenas cinco partidas disputadas ao longo das duas últimas temporadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.