Armador norte-americano, que joga pelo Bauru, falou com o iG, agradece os brasileiros e acredita na vaga para os Jogos de Londres

A convocação de Larry Taylor tem sido um dos principais assuntos no meio do basquete brasileiro. Na relação dos 20 jogadores chamados pelo técnico Rubén Magnano, nesta sexta-feira que passou, lá estava o nome do armador americano que joga por Bauru há duas temporadas.

O chamamento, que dividiu opiniões , veio com um asterisco. Ou seja: Taylor está passando por um processo de naturalização e se isso ocorrer a tempo, ele tem tudo para disputar o Pré-Olímpico da Argentina, que acontece entre os dias 30 de agosto e 11 de setembro.

Divulgação
Taylor foi convocado por Magano para seleção brasileira
O torneio que terá como sede a cidade de Mar del Plata vai reservar duas vagas para selecionados do continente americano que sonham disputar os Jogos Olímpicos de Londres no ano que vem. Entre eles, o Brasil, que não participa das Olimpíadas desde 1996, quando a competição foi hospedada pela cidade de Atlanta, nos EUA.

Em entrevista exclusiva ao iG , Larry Taylor, que diz ter sido inspirado pelo Chicago Bulls de Michael Jordan, e que se encontra nos EUA no momento, respondeu dez questões por e-mail. As perguntas foram feitas em inglês, mas Taylor fez questão de respondê-las em português.

iG: Como você ficou sabendo da convocação?
Taylor:
O gerente de Bauru Basket me ligou e falou que eu fui convocado.

iG: Você imaginava que isso pudesse acontecer?
Taylor:
Sim, eu já tinha conversado sobre esse assunto e sabia que era possível.

iG: O que isso significa pra você?
Taylor:
É uma grande honra para mim. Isso mostra que muita gente respeita o meu jogo. É um sonho para mim poder jogar uma Olimpíada. E essa oportunidade (convocação) é uma grande chance para mim realizar meu sonho.

iG: Como está o seu processo de naturalização?
Taylor:
Não sei ainda o que falta no processo, mas eu já entreguei todos os documentos que precisava e agora tenho que esperar e ver qual será a próxima coisa que eu preciso fazer.

iG: Shammel Stallworth, do Pinheiros, é americano como você, mas é casado com uma brasileira e tem filhos brasileiros. Qual é a sua relação com o Brasil?
Taylor:
Shammel é um grande amigo meu. Eu conversei com ele muito sobre esse assunto e ele me disse que está muito feliz pelo fato de eu ter sido  convidado para a seleção.

iG: Você está em Chicago no momento?
Taylor:
Sim, agora estou em Chicago curtindo minhas férias com minha família e amigos.

iG: Quando você volta para o Brasil?
Taylor:
Acho que no dia 29 deste mês. Estou vendo ainda.

iG: Na sua opinião, o Brasil tem chance de se classificar para os Jogos Olímpicos de Londres no ano que vem?
Taylor:
Eu acho que o Brasil tem grande chance para ir às Olimpíadas. Tem jogadores experientes e muito bons. Espero que eu possa fazer parte e ajudar o Brasil ir para Londres.

iG: Como vai ser jogar ao lado dos brasileiros que atuam na NBA?
Taylor:
Acho que será muito legal jogar ao lado deles, pois eles estão jogando em um nível onde eu queria jogar. Por isso, posso aprender muito com eles. E também com os outros jogadores quem jogam na Europa e no NBB, no Brasil. Eu tenho muito respeito por todos os jogadores quem foram convocados.

iG: Você gostaria de mandar uma mensagem para os torcedores brasileiros?
Taylor:
Gostaria de agradecer o Brasil, porque essa oportunidade é uma honra para mim e eu vou fazer meu máximo possível. Muito obrigado Brasil. Amo vocês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.