Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Escola do basquete feminino dos EUA chega a 90 vitórias seguidas

UConn não perde desde 2008. Seu treinador é Geno Auriemma, que comandou a seleção norte-americana no Mundial da República Tcheca

iG São Paulo |

Connecticut segue dominando todas as outras equipes no basquete universitário feminino nos EUA. Com a vitória sobre Pacific por 85 a 42, nesta terça-feira, a escola atingiu a marca de 90 vitórias consecutivas, uma invencibilidade que há muito tempo não se via no basquete norte-americano.

Esta é a maior série de vitórias seguidas de um time universitário desde os 88 jogos de invencibilidade da equipe masculina de UCLA. A escola de Los Angeles era comandada na época pelo lendário técnico John Wooden, morto neste ano, e o feito se deu entre os anos de 1971 e 1974.

A última derrota de UConn, como a escola é conhecida, aconteceu há mais de dois anos. O time feminino perdeu para Stanford e de lá pra cá venceu tudo o que disputou.

Divulgação
Destaque de UConn, Maya Moore (dir) fez parte da seleção dos EUA no Mundial tcheco
O responsável por treinar este vitorioso elenco de Connecticut, atual bicampeão da NCAA (a entidade que rege o esporte universitário nos EUA), é Geno Auriemma, o mesmo que comandou a seleção norte-americana à conquista do Mundial da República Tcheca neste ano.

Auriemma não é o único representante de Connecticut no título mundial dos EUA. A jovem ala Maya Moore era a única das 12 atletas do grupo campeão que não atua na WNBA. Principal nome da universidade, ela ganhou o prêmio de melhor jogadora (“Most Outstanding Player”) do Final Four do campeonato deste ano.

Esta sequência, no entanto, não é a maior na história do basquete universitário feminino norte-americano. Entre os anos de 1953 e 1958, o time feminino da Universidade de Wayland Baptist saiu de quadra vitorioso por 131 partidas consecutivas.

A incrível sequência da escola de Plainview, interior do Texas, resultou em quatro títulos consecutivos e rendeu ao seu então treinador, Harvey Redin, uma indicação ao Hall da Fama do Basquete Feminino em 1999.

Leia tudo sobre: ConnecticutNCAAGeno AuriemmaMaya Moore

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG