Em dois torneios amistosos no país, seleção brasileira feminina conquistou três vitórias e perdeu outras três partidas

Divulgação
Ênio Vecchi, técnico da seleção brasileira feminina
A passagem da seleção brasileira feminina de basquete pela China satisfez o técnico Ênio Vecchi. O Brasil participou de dois torneios amistosos, em Xiangyuan e em Shanxi. A equipe verde-amarela conquistou três vitórias e três derrotas na Ásia.

A equipe comandada por Vecchi enfrentou Austrália, Nova Zelândia e China, iniciando sua preparação para a Copa América/Pré-olímpico. "Os objetivos foram plenamente alcançados, pois enfrentamos equipes qualificadas e pudemos fazer análises importantes, que serão muito válidas para sequência do trabalho, já que nos servirão de referência", analisou o técnico.

Na passagem pela Ásia, o Brasil conquistou duas vitórias sobre a Nova Zelândia e uma sobre a Austrália, perdendo dois embates para a China e um para a Austrália. Para o treinador, o alto nível das adversárias foi um teste ainda maior para a seleção.

"A Austrália, mesmo não contando com algumas jogadoras titulares, teve um time qualificado", afirmou. "A China vinha em ritmo forte, depois de realizar amistosos contra equipes da WNBA e a Nova Zelândia tem jogadoras atuando no campeonato australiano".

Dando continuidade ao trabalho, o técnico fará a convocação para o início dos treinamentos nos próximos dias e a apresentação das atletas será realizada no dia 17 de julho.

"Vamos contar com as jogadoras mais experientes, algumas da seleção sub 19 e ainda aquelas que pudemos observar nos amistosos", falou Vecchi. "Com isso, creio que teremos a nossa força máxima".

A Copa América/Pré-olímpico será disputada na cidade de Neiva, na Colômbia, entre os dias 24 de setembro a 1º de outubro. Na fase inicial, o Brasil está no Grupo B, ao lado do Canadá, Jamaica, México e Paraguai.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.