Cesta de Gary Neal no último segundo impede eliminação do Spurs, que vence na prorrogação. Série agora está 3 a 2 para o Grizzlies

O San Antonio Spurs respira aliviado. O time texano recebeu a visita do Memphis Grizzlies nesta quarta-feira e precisava ganhar para evitar a eliminação. Em uma das partidas mais emocionantes dos playoffs até o momento, que só foi definida na prorrogação, conquistou a vitória pelo placar de 110 a 103 e diminuiu a desvantagem na série. Perde agora por 3 a 2.

Manu Ginobili foi o grande nome do San Antonio no jogo. O ala-armador argentino marcou 33 pontos, pegou seis rebotes e distribuiu seis assistências. O armador francês Tony Parker somou 24 pontos e nove assistências. Outro atleta da equipe local que apareceu bem foi o veterano ala-pivô Tim Duncan, com 13 pontos e 12 rebotes.

Tiago Splitter esteve em quadra durante 15 minutos pelo Spurs. O pivô brasileiro anotou seis pontos e pegou três rebotes durante este tempo.

O principal destaque do Memphis foi o ala-pivô Zach Randolph, dono de 26 pontos, 11 rebotes e seis assistências. O pivô espanhol Marc Gasol também fez “double-double”: 11 pontos e 17 rebotes. Quem também apareceu bem foi o armador Mike Conley, que contabilizou 20 pontos, cinco rebotes e cinco assistências.

O jogo

O San Antonio começou melhor. Duncan anotou 11 pontos ao longo dos nove minutos iniciais do jogo e comandou o forte ritmo da equipe, que terminou o primeiro quarto seis pontos à frente (20 a 14).

As bolas certeiras de longa distância de Ginobili e Matt Bonner permitiram que os mandantes ficassem durante boa parte do segundo período com vantagem na casa dos dois dígitos. O Memphis diminuiu um pouco o prejuízo e foi para os vestiários oito pontos atrás (50 a 42).

Melhor postado em quadra na segunda metade, sobretudo defensivamente, o Grizzlies virou o jogo. Foram apenas 15 pontos sofridos no terceiro quarto pela equipe visitante, que entrou no último período ganhando por 68 a 65.

O Memphis sustentou-se na liderança do marcador durante toda a etapa derradeira. Duas cestas seguidas de Splitter com pouco menos de oito minutos por jogar ainda fizeram com que o Spurs empatasse o jogo em 78 pontos. Mas os visitantes permaneceram na frente nas posses de bola seguintes.

Gary Neal empata o jogo no último segundo
AP
Gary Neal empata o jogo no último segundo
Randolph acertou dois lances livres a nove segundos do fim e deixou o Memphis com três pontos de liderança (95 a 92). O San Antonio trabalhou uma jogada em seguida para chegar ao empate. A bola foi para as mãos de Ginobili, que acertou um tiro de longa distância. A torcida no AT&T Center já comemorava o empate quando a arbitragem consultou o replay e anunciou que o argentino pisou na linha e, portanto, a cesta era de dois pontos.

O relógio indicava apenas dois segundos para o encerramento do confronto. Não restava outra alternativa ao Spurs que não fosse cometer a falta e tentar um arremesso no fim. Foi isso o que aconteceu. Randolph novamente acertou dois lances livres e deixou os visitantes ganhando por 97 a 94. A segunda parte do plano foi concluída com sucesso: Gary Neal acertou um chute de três no estouro do cronômetro e mandou a partida para a prorrogação.

Embalado pela animação que tomou conta da torcida no final do tempo regulamentar, o time local controlou o marcador pelo restante da disputa. Marcou 13 pontos, contra apenas seis do adversário, e assegurou o triunfo que o mantém vivo na temporada.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.