Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

"É um orgulho fazer parte do time do Oeste", diz Blake Griffin

Ala-pivô do Los Angeles Clippers tornou-se o primeiro calouro a ser selecionado para o "All-Star Game" desde Yao Ming, em 2003

iG São Paulo |

Quem assistir o “All-Star Weekend” deste ano, verá Blake Griffin aparecer bastante ao longo das três noites de festa. O ala-pivô do Los Angeles Clippers já estava garantido no jogo de novatos e no torneio de enterradas. Mas a ótima temporada que o jovem atleta vem fazendo acabou por render-lhe também um lugar no time do Oeste no jogo entre as estrelas das duas Conferências.

“É um orgulho ser escolhido para fazer parte do time da Conferência Oeste no ‘All-Star Game’”, disse Griffin. “Estou esperando por um final de semana bastante divertido. Gostaria de dividir esta honra com meus companheiros de time. Agradeço também os treinadores da Conferência Oeste por me darem esta oportunidade. E acima de tudo, agradeço à torcida do Clippers pelo apoio”.

A escolha de um calouro, como Griffin, para a disputa do “All-Star Game” não é prática comum na NBA. A última vez que isso aconteceu foi em 2003, quando o pivô chinês Yao Ming contou com a ajuda dos votos dos seus compatriotas para compor a equipe titular do Oeste naquela oportunidade.

Getty Images
Blake Griffin sobe para a enterrada

Antes de Yao, o último atleta chamado para o jogo das estrelas logo em sua primeira temporada foi Tim Duncan, em 1998.

O desempenho de Griffin no campeonato impressiona bastante e justifica a vaga no evento. São 23 pontos, 12,7 rebotes e 3,6 assistências de média, além de um aproveitamento nos arremessos de 51,8%. Disputou 48 partidas até o momento e saiu de quadra com “double-double” 40 vezes.

Primeira escolha do Draft de 2009, Griffin ficou cerca de um ano afastado das quadras por conta de uma cirurgia no joelho esquerdo, adiando assim sua estreia na liga para esta temporada. Mas ele vem mostrando que a espera para jogar valeu a pena e que tem tudo para se tornar um dos jogadores de garrafão mais dominantes da liga no futuro.

“Eu o considero um jogador de impacto”, avaliou Phil Jackson, treinador do Los Angeles Lakers. “Acredito que ele mudou um pouco a sorte do Clippers”.

Griffin vai se sentir em casa durante a festa, pois o palco do “All-Star Weekend” deste ano será o Staples Center, ginásio onde o Clippers manda seus jogos. O evento acontecerá entre os dias 18 e 20 de fevereiro.

Leia tudo sobre: blake griffinlos angeles clippersall-star gamenba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG