Jogador se considera abençoado por jogar desde o início da carreira em apenas um time e adoraria terminar a carreira na equipe

Dwyane Wade viu o Miami Heat mudar muito na última temporada com o reforço de dois dos principais jogadores da liga: o ala-pivô Chris Bosh e o ala LeBron James. Embora também tenha tido a possibilidade de sair da equipe, o ala-armador decidiu permanecer na Flórida e espera continuar na equipe até se aposentar.

Desde o início da carreira no Miami, Wade se considera honrado pelas oito temporadas que jogou na franquia e espera que sejam apenas o início de uma relação ainda maior. “Eu tenho sido uma pessoa abençoada por estar em uma cidade por toda minha trajetória profissional e espero que acabe desta forma”, afirmou.

Depois de ter sido campeão e MVP das finais em 2006, o ala-armador passou por um período de cinco anos sem ter um time com condições reais de disputar o título. Mas Wade diz que soube entender a situação da equipe.

“Eu compreendi aquilo”, disse. “Não queria que durasse muito tempo, mas sabia, obviamente, que tínhamos que passar por momentos difíceis. E, como estava constantemente contundido e saindo de cirurgias, não estava saudável também”.

Após altos e baixos com o time, o atleta de 29 anos se sente preparado para seguir na organização até o fim da carreira. “Seria uma grande honra para mim”, falou. “Adoraria seguir aqui pelo restante da minha carreira e se aposentar na franquia. Seria algo que a maioria dos atletas não conseguiu ter”.

Apesar de ter sido poupado dos dois últimos treinamentos do Heat , Wade estará em quadra nesta terça-feira, quando a equipe da Flórida começa a decidir em casa o título da temporada 2010/11 contra o Dallas Mavericks .

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.