Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Dwight Howard não deverá assinar extensão com o Orlando Magic

Embora siga afirmando que quer continuar na franquia, pivô tem restrições ao elenco e expressa desejo por mudanças

iG São Paulo |

O pivô Dwight Howard está em Treviso, na Itália, participando de uma turnê realizada por um de seus patrocinadores. No entanto, as perguntas dos jornalistas locais são as mesmas que encara nos EUA e em qualquer outro lugar do mundo: sobre a sua permanência no Orlando Magic.

Apesar de continuar dizendo que sua preferência é seguir no Magic , o jogador declarou estar insatisfeito com as diferentes personalidades que compõem o elenco da franquia. Por isso, é improvável que assine uma extensão e deverá optar por ser agente livre ao término da temporada 2011/12.

“Eu quero vencer um título”, disse o atleta, escolhido três vezes melhor atleta defensivo da liga . “Esta é a minha missão desde que entrei na NBA e nunca tive objetivos paralelos. Eu quero outros 14 jogadores que se sintam da mesma forma”.

Segundo Howard, o atual elenco do Magic alcança este nível em alguns momentos, mas é instável: “Às vezes, os jogadores se entregam ao máximo e, em outras oportunidades, se deixam levar pelo que ouvem e tem seus jogos afetados”.

O time de Orlando tem mostrado sinais de enfraquecimento nos últimos anos. Após ter sido campeão da Conferência Leste em 2009, foi eliminado na primeira rodada dos playoffs deste ano contra o Atlanta Hawks mesmo possuindo a vantagem de mando de quadra.

Em conversa com o dono da franquia, Rick DeVos, Howard deixou claro que gostaria de mudanças no elenco, mas preferiu não sugerir contratações. “Eu disse: ‘Nós temos que ter atletas que vão jogar duro por 48 minutos e lutar contra o outro time, que briguem por um título’”, afirmou.

Neste momento, o gerente geral Otis Smith tem uma proposta de extensão pronta para oferecer ao pivô , mas ele afirma que ainda não a viu. Embora torça por melhorias no Orlando, o integrante da seleção da temporada sabe que sair da franquia é uma opção real.

“Para concretizar tudo que quero no basquete, ser um dos maiores de todos os tempos, é necessário conquistar títulos”, falou. “É assim que vejo as coisas. Quero fazer isso em Orlando, espero conseguir. Todos perguntam onde eu vou jogar daqui um ano, se serei trocado. Não tenho ideia. Por enquanto, eu quero continuar no Magic”.
 

Leia tudo sobre: NBADwight HowardOrlando Magic

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG