Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Durante greve da NBA, pivô dos Lakers mantém a forma com boxe

Andrew Bynum se previne contra greve que ameaça temporada regular do basquete norte-americano

Gazeta |

Getty Images
Andrew Bynum, dos Los Angeles Lakers, teve aulas com o bexeador Manny Pacquiao
A falta de solução para o lockout da NBA causa as mais diferentes reações nos jogadores, que não querem ficar totalmente parados durante a greve. Um dos astros da liga, o pivô Andrew Bynum, do Los Angeles Lakers, surpreendeu ao revelar que tem treinado boxe para manter a forma física enquanto a situação do basquete norte-americano não se resolve.

O jogador esteve tomando aulas com o boxeador Manny Pacquiao, e afirmou estar treinando forte para tentar esquecer a temporada 2010/2011, quando sua equipe foi "varrida" pelo futuro campeão, Dallas Mavericks, nos playoffs depois de péssimas atuações individuais e coletivas.

"Sentimos vergonha e temos que voltar concentrados, prontos para vencer. Perdemos por 4 a 0, assim não há desculpas", afirmou o atleta, em entrevista ao diário norte-americano Los Angeles Times.

Bynum admitiu que não teve uma boa atuação nos playoffs da temporada, a exemplo de toda a equipe, mas colocou boa parte da culpa do insucesso do time em si mesmo por conta da sua condição física - ele passou parte da temporada no departamento médico por lesões musculares e nos joelhos.

"Vamos falar a verdade... eu sou o primeiro a admitir que não trabalhou o suficiente para vencer. Todos somos responsáveis, e eu me incluo nessa", afirmou o atleta, que tem uma rotina diferente de treinos com o boxe.

"Corro, nado, levanto peso e trabalho no ringue. Mas mesmo assim não posso diminuir o peso para menos de 130kg, ainda que tenha perdido muita gordura", contou, revelando que não quer tomar o caminho de outros atletas, que estão indo para o basquetebol europeu.

"Eu ficarei nos Estados Unidos e vou trabalhar para me manter em forma. Mesmo assim, acredito que a temporada começará a tempo", garantiu, prometendo que seguirá em Los Angeles mesmo com rumores de uma possível troca com Dwight Howard. "É bom que todos me queiram, mas gosto da cidade e não quero ir a lugar algum", finalizou.

Leia tudo sobre: nbalakers

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG