Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Durant diz que patrocionadores devem procurá-lo ao invés do contrário

Ala do Oklahoma City, campeão mundial com os EUA, disse que empresas têm que ir atrás do que ele produz em quadra

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860076467&_c_=MiGComponente_C

Depois de renovar seu contrato com o Oklahoma City Thunder por mais cinco temporadas, Kevin Durant deu nova demonstração de que não está preocupado com os holofotes da mídia. Nesta terça-feira, o ala deixou claro que não irá atrás de patrocinadores.

Eles que venham até mim, declarou. Não quero soar como uma prima-dona, mas se as empresas me querem, elas vão ter que vir até Oklahoma City.

Aos 22 anos, Durant tem uma carteira de clientes bem recheada. Nike, Gatorade, Panini Latina e EA Sports são empresas que investem dinheiro no jogador, apontado por muitos como o sucessor de Kobe Bryant. As empresas virem até mim significa muito, disse ele. Eu nunca quis ir à cata de nada. Nunca foi atrás de qualquer patrocinador. Eu quero que eles me procurem pelo meu jogo.

Kevin Durant foi o principal jogador dos EUA na conquista do Mundial da Turquia, em setembro passado. Acabou eleito o MVP (o melhor jogador) da competição. Foi o cestinha da NBA na última temporada com média de 30,1 pontos por jogo, tendo tornado-se o jogador mais jovem da história da liga a conseguir tal façanha.

No atual campeonato, está com 27,7 pontos por partida, ocupando o segundo lugar no ranking dos artilheiros da competição.

Leia tudo sobre: basquete - nba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG