Para veteranos, as situações vividas pelos atletas do elenco no decorrer da carreira fizeram com que a equipe chegasse até a final

A final da temporada 2010/11 da NBA vai opor a experiência do Dallas Mavericks e a juventude do Miami Heat . No entanto, quem acha que a idade pode prejudicar a equipe do Texas está enganado. Os dois líderes do time, o ala-pivô Dirk Nowitzki e o armador Jason Kidd, fizeram questão de ressaltar a importância da bagagem dos veteranos do elenco para que chegassem à final.

Getty Images
Jason Kidd, armador do Dallas Mavericks
Com 38 anos e sem pensar em aposentadoria ainda , Kidd viu a importância da experiência bem antes dos playoffs. No início da temporada, quando o time perdeu Nowitzki por lesão e sofreu uma série de derrotas, o armador percebeu que a força do grupo residia no fato de já terem passado por várias situações complicadas antes.

“Nós sentíamos que o mundo ia acabar e que não chegaríamos ao nosso objetivo, que é vencer o campeonato”, lembrou. “Mas acho que sermos veteranos fez com que ficássemos mais juntos e melhores no sentido de que sabíamos que precisávamos fazer mais”.

Nos playoffs, a vitória nas finais de conferência contra o Oklahoma City Thunder também foi uma prova do poder da experiência para Kidd. “Estávamos perdendo as duas últimas partidas no último quarto e encontramos uma forma de vencê-las”, disse. “Eu acho que a sabedoria definitivamente nos ajudou. Nós não entramos em pânico. Continuamos no caminho certo”.

Nowitzki também percebeu a influência da experiência do grupo nos momentos decisivos da temporada, quando era necessário foco e recuperação. “Nós já vimos e passamos por muita coisa nos playoffs”, afirmou. “Você pode conseguir uma grande vitória, mas precisa esquecer isso já no outro dia e voltar a se focar porque não quer perder o outro jogo”.

“No quarto jogo contra Portland (primeira rodada dos playoffs), deixamos escapar uma vantagem de 20 pontos e conseguimos uma grande vitória na partida seguinte”, falou o alemão, lembrando do poder de recuperação do time. “Todos acreditavam que estávamos derrotas, mas somos um time de veteranos e nos recuperamos muito rápido de derrotas e vitórias”.

O treinador Rick Carlisle assumiu uma postura diferente e preferiu colocar os finalistas em igualdade, sem valorizar a juventude ou experiência dos times. “As duas equipes tiveram caminhos parecidos para chegar até aqui”, disse. “Nós sabemos quão bons e eficientes precisamos ser dentro de quadra. Nós estamos ansiosos por este desafio”.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.