David Stern, presidente da liga, e Billy Hunter, diretor do sindicato dos atletas, tentam fazer as negociações avançarem

O presidente da NBA, David Stern, reuniu-se com Billy Hunter, diretor do sindicato dos atletas, nesta terça-feira em Nova York. A conversa foi mais uma tentativa de se aproximar de um novo acordo coletivo de trabalho da liga.

Nenhum dos dois, no entanto, quis revelar o caminho que as discussões tomaram neste encontro. A única coisa que se sabe é que uma nova reunião está marcada para a sexta-feira, novamente em Nova York, e que contará também com a participação de um grupo de jogadores e proprietários de times.

Será o primeiro grande encontro desde os que ocorreram em Dallas na última semana, durante as finais . Naquela oportunidade, Jeffrey Kessler, um dos advogados do sindicato dos atletas, revelou que uma das propostas feitas era a de dar uma escolha a mais no “NBA Draft” a equipes consideradas fracas, para que elas se tornem mais competitivas.

O grande obstáculo das negociações, porém, tem sido o aspecto financeiro. A principal exigência dos donos das franquias da liga é que a somatória dos salários dos jogadores para a próxima temporada sofra uma redução de aproximadamente US$ 750 milhões.

Os proprietários propõem um novo acordo de dez anos de duração, no qual os tetos salariais das equipes seriam inflexíveis. Além disso, querem a diminuição no tempo de contrato dos atletas.

O atual acordo coletivo de trabalho da NBA se encerra em pouco mais de duas semanas, ao final do mês de junho. E a indefinição que ronda as negociações coloca em risco a realização do próximo campeonato.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.