Luiz Dubois terá que pagar multa de R$ 3 mil. Ele impediu time de subir no pódio por entender que havia jogadores irregulares

Luiz Gastão Neves Dubois, diretor técnico da Federação Catarinense de Basketball, foi condenado nesta sexta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva de Basquete. A pena: R$ 3 mil e suspensão de suas funções à frente da entidade por 180 dias.

Dubois foi julgado por ter impedido que a equipe da Associação Prefeitura Marechal Cândido Rondon recebesse a premiação pela segunda colocação do Campeonato Sul-Brasileiro Juvenil de Basquete.

Sob a alegação de que a equipe que ficou com o vice-campeonato teria jogadores irregulares, Dubois impediu que ela subisse no pódio e ficasse com o prêmio. Alegando que não consta qualquer situação que possa justificar a conduta do denunciado, o STJD decidiu pela punição.

A Procuradoria do STJD enquadrou o dirigente no artigo 239 (deixar de praticar ato de ofício, por interesse pessoal ou para favorecer ou prejudicar outrem ou praticá-lo, para os mesmos fins, com abuso de poder ou excesso de autoridade) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.