Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Diretor da associação dos atletas diz que chance de greve é de 99%

Billy Hunter pediu para os jogadores economizarem dinheiro. Entidade diz ter US$ 175 milhões para auxiliar necessitados

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859575455&_c_=MiGComponente_C

Cada dia que passa fica mais evidente que haverá greve na próxima temporada na NBA. Com isso, o campeonato deixará de ser jogado.

Billy Hunter, diretor executivo da NBPA (a associação dos jogadores), disse nesta segunda-feira em seu escritório no Harlem, em Nova York, que a posição inflexível da NBA (leia-se comissário David Stern) levará a este caminho. Muito provavelmente, disse Hunter.

A situação é grave segundo o representante dos jogadores. Hoje estou 99% certo de que haverá a greve, afirmou. Disse aos jogadores para economizarem e guardarem dinheiro porque a possibilidade de greve é grande. Hunter informou que a NBPA tem US$ 175 milhões guardados para ajudar jogadores necessitados.

O acordo entre a NBA e a NBPA que rege os vencimentos dos jogadores termina ao final desta temporada. Nele, 57% do dinheiro arrecadado pela NBA são destinados para o pagamento dos atletas. A NBA quer 50% para cada lado. Isso implicaria uma redução na ordem de US$ 1 bilhão.

Os jogadores não concordam. E usam como justificativa o fato de que o lucro da NBA na temporada passada foi o maior da história da liga.

Em dezembro próximo as duas entidades voltarão a se reunir.

Leia tudo sobre: basquete - nba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG