Ala-pivô selecionado com a segunda escolha do “NBA Draft” quer tirar franquia de Minnesota da condição de pior time da liga

Após várias tentativas de trocar a segunda escolha do “NBA Draft” , o Minnesota Timberwolves acabou por mantê-la e selecionou Derrick Williams, da Universidade do Arizona, como novo reforço. Quando seu nome foi chamado pelo comissário David Stern, presidente da NBA, o ala-pivô viu o resultado de um trabalho de vários anos se concretizar.

Getty Images
Derrick Williams, novo ala-pivô do Timberwolves
Segundo o atleta, este era seu objetivo de vida desde o colegial, quando realmente passou a levar o basquete a sério. “Eu estou muito agradecido por meus sonhos terem sido tornado realidade e feliz pelo Timberwolves ter me selecionado com a escolha número 2”, afirmou.

O time de Minnesota teve a pior campanha da temporada 2010/11, com 15 vitórias e 67 derrotas. O péssimo resultado levou à provável demissão do treinador Kurt Rambis . Williams, porém, não pensa nos fracassos da franquia e quer apenas se apresentar na melhor condição possível para fazer com que a história recente da equipe mude.

“Eu continuarei trabalhando duro, tentando ser o melhor jogador que posso e fazer os outros atletas do meu time melhores”, resumiu. “Sei que alguns deles estão felizes também com a minha chegada. Espero que juntos consigamos vencer muito mais jogos do que na última temporada”.

Williams não é o único calouro de alto nível que o Timberwolves terá na temporada 2011/12. Nesta semana, o armador Ricky Rubio assinou contrato de três anos com o time e será outro jovem buscando tirar a franquia da incômoda situação que vive. Para o ala-pivô, o espanhol torna o elenco muito mais forte.

“Ele faz com que fiquem muito melhores”, falou. “Mesmo que não tenha feito nenhum jogo ainda, quando você tem um armador puro sabe que existe alguém que quer fazer os outros melhores. Este tipo de atleta me dá alegria, que não se importa em anotar pontos. Sei que faremos uma grande temporada”.

Williams sabe que pode ser trocado a qualquer momento, mas espera que não aconteça e tenha a chance de fazer o Timberwolves melhor. “Eu torço para que me mantenham”, afirmou. “Eu quero jogar lá. Quero fazer o time melhor, tirá-los de uma campanha negativa para uma positiva. Este é o meu trabalho e foi por isso que me escolheram”.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.