Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Acerto com a Globo causa impasse interno no Flamengo

Emissora teria oferecido menos do que concorrentes. Conselho Fiscal exige acesso ao contrato, que já está no Deliberativo

iG São Paulo |

Derrick Rose está preocupado com o desempenho do Chicago Bulls. Pode parecer contraditório, pois o time é o líder da Leste e se bater o Boston Celtics nesta quinta-feira acaba a fase de classificação em primeiro lugar na conferência.

Segundo Rose, um dos fortes candidatos para ser eleito o MVP (melhor jogador) da temporada, o ápice do Chicago aconteceu no mês de fevereiro, quando o time teve um desempenho de 15 vitórias e três derrotas. De lá para cá, seguiu vencendo, mas o rendimento, segundo ele, caiu.

“Uma vitória é sempre uma vitória, mas agora não estamos na direção correta”, declarou o armador do Chicago, que disse estar desapontado com o desempenho recente da equipe em seu United Center.

Os últimos jogos diante dos fãs, realmente, não foram nada bons. Nas três últimas partidas, perdeu para o Philadelphia 76ers e passou por maus bocados diante de Toronto e Phoenix, tendo vencido, no entanto, ambos os jogos.

O técnico do time, Tom Thibodeau, concorda com seu armador e capitão. Segundo Thibodeau, contratado esta temporada, o time está tendo problemas nos rebotes. Nesses três últimos confrontos, os adversários levaram a melhor neste fundamento.

“Sempre vou me preocupar com a questão dos rebotes”, disse Thibodeau, que quebrou o recorde de Phil Jackson como o treinador debutante com melhor campanha. “Mas eu sei que todos os times têm a mesma preocupação, não apenas nós. O que nós temos que fazer é estarmos mais concentrados e, consequentemente, preparados. Temos que estar focados os 48 minutos”.

Questionado se o problema não pode ser o cansaço, Thibodeau discordou: “Todos os times passam por isso”.

O Chicago, no entanto, pode estar sentindo a pressão. Depois de uma campanha de 41 vitórias e igual número de derrotas, nesta temporada o desempenho do Bulls é de 57 vitórias e 20 derrotas. Está na alça de mira dos adversários.

Na temporada 1988/89, aquele jovem time do Chicago, liderado por Michael Jordan, tinha uma campanha de 45 vitórias e 27 derrotas e acabou perdendo oito de seus dez últimos confrontos. Na temporada seguinte, o time fez 53-23 e acabou sendo batido em quatro dos últimos seis compromissos.

Nas duas ocasiões o time chegou às finais da conferência, mas acabou batido pelo Detroit Pistons.

É exatamente isso que Derrick Rose e Tom Thibodeau querem evitar.
 

Leia tudo sobre: Derrick RoseTom Thibodeau

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG