Ala-pivô possui cláusula no contrato que o permite prolongar acordo com o Hornets. Caso não a exerça, vai se tornar agente livre

O ala-pivô David West possui uma cláusula em seu contrato com o New Orleans Hornets que o permite prolongar o acordo com a equipe por mais uma temporada. Indeciso, o atleta revelou que ainda não sabe se vai exercer a opção ou se vai se tornar agente livre a partir do próximo mês .

“Quero ter certeza de que vou chegar à decisão mais clara sobre qual deve ser o próximo passo da minha carreira”, disse West. “Vou conversar com eles (diretoria do New Orleans) depois, talvez para discutir algumas ideias”.

West tem até o dia 30 de junho para definir se vai optar pela extensão do atual contrato que tem com a equipe de Nova Orleans e admite estar bastante indeciso já há algum tempo.

“Eu realmente nunca planejei nada, nem mesmo antes de ter me machucado”, afirmou o ala-pivô. “Minha intenção era a de esperar e me certificar de que faria a escolha correta”.

Atualmente, o jogador se recupera de uma cirurgia que realizou no início do mês de abril no joelho esquerdo para reparar uma lesão no ligamento cruzado anterior. Por conta da operação, assistiu do lado de fora das quadras o Hornets ser eliminado diante do Los Angeles Lakers na primeira rodada dos playoffs.

Ao longo dos 70 jogos que disputou na temporada 2010/11, West teve médias de 18,9 pontos e 7,6 rebotes por partida. O salário do ala-pivô foi de US$ 8.287.500 no último ano. Caso decida prolongar o atual contrato com o New Orleans, passaria a receber menos: US$ 7.525.000 ao longo do próximo campeonato.

West, de 30 anos de idade, ingressou na NBA em 2003 e e passou a carreira toda no Hornets. Foi duas vezes selecionado para o “All-Star Game”: em 2008 e 2009.

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.