Jogador do Denver Nuggets se diz adaptado ao time e está disposto a ajudar seu país a conseguir uma vaga para Londres 2012

O ala Danilo Gallinari está aproveitando o fim da temporada da NBA na Itália, seu país natal. Mas o descanso não vai durar muito. O jogador do Denver Nuggets confirmou que pretende reforçar a seleção italiana que disputará o Pré-Olímpico da Lituânia.

Em entrevista a uma rádio local, o atleta explicou seu planejamento para os próximos dias e colocou a seleção como última parada. “Vou viajar para a China por dez dias para um programa da NBA”, disse. “Quando eu voltar, começarei a treinar durante as férias. E, depois, vou integrar a seleção italiana”.

Gallinari não comentou a questão da possível greve da NBA, que coloca em risco a presença dos principais atletas da NBA nos torneios pré-olímpicos . Com a paralização das atividades, os contratos com as franquias ficam suspensos e os jogadores perdem suas garantias salariais em caso de qualquer lesão sofrida pelas seleções.

Duas vagas estarão em jogo na Lituânia. Para a Itália, a conquista de uma delas significa a reabilitação do basquete masculino nacional, que não foi às Olímpiadas de Pequim (2008). A seleção vinha de uma medalha de prata em Atenas 2004.

Trocado pelo New York Knicks para o Denver Nuggets em fevereiro , Gallinari já se considera adaptado ao novo time e prevê maiores responsabilidades na próxima temporada. “Sei que a direção de Denver quer que eu assuma um papel mais importante”, afirmou. “Estou pronto e espero que a próxima temporada seja boa para mim e para o time”.

A mudança de estilo de vida entre a grande Nova York e a relativamente pacata Denver também não incomodou o ala, que comparou a situação com a Itália: “Eu amo Milão, mas nasci em uma cidade pequena. Gosto das duas vidas, na grande cidade e nas pequenas vilas”.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.