Em desvantagem na série, Mavericks quer se recuperar da derrota sofrida no último jogo para voltar a igualar a disputa pelo título

As finais da NBA terão sequência nesta terça-feira. O Dallas Mavericks faz dentro de casa o quarto jogo da série contra o Miami Heat e espera aproveitar o fato de atuar como mandante para vencer e empatar a corrida pelo título da temporada 2010/11. A partida terá início às 22h de Brasília e será transmitida ao vivo pela ESPN.

Depois de ter vencido na Flórida o segundo duelo da decisão, o Dallas quebrou o mando de quadra do Miami . Como os três jogos seguintes da série seriam disputados no seu ginásio, teria a chance de se sagrar campeão em casa, caso vencesse todos os compromissos como mandante.

Mas a história da NBA aponta que apenas duas equipes que tiveram a chance de atuar três vezes consecutivas diante do seu torcedor nas finais atingiram 100% de aproveitamento : o Detroit em 2004 e o Miami em 2006. O Dallas não conseguiu se tornar o terceiro time a conquistar tal feito.

O arremesso errado de Dirk Nowitzki no último segundo acabou com as chances de vitória do Mavericks no terceiro jogo da decisão, disputado no domingo em Dallas. A bola que o alemão chutou chocou-se contra o aro e fugiu da cesta, confirmando o triunfo do Heat, que reconquistava naquele momento o mando de quadra na série .

Apesar de não ter convertido o chute que levaria o confronto para a prorrogação, Nowitzki teve atuação brilhante. Foram 34 pontos e 11 rebotes para o alemão. O problema é que as demais opções de ataque do Mavericks não contribuiram o suficiente.

Jason Terry é um exemplo da falta de apoio a Nowitzki. O armador reserva tem médias de 15,8 pontos por jogo e é o segundo maior cestinha da equipe no campeonato. Mas seu rendimento tem deixado a desejar, sobretudo nos momentos derradeiros. Somando as três partidas da série, foram 12 bolas arremessadas no último quarto. Apenas três acertaram o alvo.

LeBron James tem dificultado bastante a produção de Terry com a boa marcação que vem exercendo . Contudo, o grande destaque do Miami nas finais atende pelo nome de Dwyane Wade. O ala-armador anotou 29 pontos na partida do domingo e ainda apanhou 11 rebotes, liderando a vitória da equipe da Flórida.

Dwyane Wade enfrenta marcação de Jason Kidd. Ala-armador marcou 29 pontos no terceiro jogo
Getty Images
Dwyane Wade enfrenta marcação de Jason Kidd. Ala-armador marcou 29 pontos no terceiro jogo
Wade ganhou recentemente uma motivação extra para repetir o feito registrado há cinco anos e partir em busca do segundo título da carreira . Isso porque o ala-armador DeShawn Stevenson reclamou sobre as faltas que tem sido marcadas sobre os atletas do Heat, tendo chamado Wade e LeBron de “bons atores” para ilustrar sua crítica .

No momento, Wade não quis comentar a provocação, mas disse que prefere conversar sobre o assunto depois que a série chegar ao fim.

Rick Carlisle, técnico do Dallas, ainda não sabe se vai poder contar com Brendan Haywood para a partida desta terça. O pivô reserva já ficou de fora do último jogo por conta de uma contusão no quadril. Sua escalação só será definida momentos antes de a bola subir .

    Leia tudo sobre: nba
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.