Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Connecticut bate Butler e conquista título universitário dos EUA

Equipe leva a melhor em jogo marcado pela baixa produtividade dos ataques e sagra-se campeã pela terceira vez na história

iG São Paulo |

Connecticut é o campeão universitário norte-americano de 2011. Com uma defesa muito forte, conquistou a vitória sobre Butler por 53 a 41 nesta segunda-feira e conquistou o seu terceiro título da história.

Getty Images
Eleito o melhor da final, Kemba Walker segura troféu
Aos 68 anos, Jim Calhoun tornou-se o treinador mais velho a se sagrar campeão. Além disso, o comandante de Connecticut aparece como quinto técnico da história a vencer pelo menos três campeonatos nacionais universitários.

Já Butler deixou a quadra com o segundo vice-campeonato consecutivo. Em 2010, também tinha chegado à final, mas acabou sendo superado por Duke.

O jogo foi realizado em Houston, no Reliant Stadium, e contou com 70.376 espectadores. Este número, somado ao público que compareceu às semifinais do sábado, totaliza 145,797 pessoas e representa um recorde na história do “Final Four”.

O armador Kemba Walker liderou a vitória de Connecticut ao somar 16 pontos e nove rebotes. Ao final da partida, ganhou o prêmio de “Most Outstanding Player”. Ou seja, melhor jogador da decisão.

Walker contou com a ajuda de dois outros jogadores. O ala-armador Jeremy Lamb, que apareceu com destaque sobretudo no segundo tempo, marcou 12 pontos e pegou cinco rebotes. Já o pivô Alex Oriakhi registrou um “double-double”: 11 pontos e dez rebotes.

Pelos lados de Butler, o grande nome foi o armador Shelvin Mack, dono de 13 pontos e nove rebotes. Foi o único a atingir os dois dígitos de pontuação. Reflexo do baixíssimo desempenho apresentado pela sua equipe nos arremessos: o aproveitamento de 18,8% é o mais baixo da história do “Final Four”.

Ao longo dos 20 minutos iniciais, no entanto, ambos os ataques sofreram para pontuar e movimentaram muito pouco o marcador. As defesas ditaram o ritmo do confronto no primeiro tempo.

Getty Images
Kemba Walker voa para a bandeja
Restando um segundo para o intervalo, Shelvin Mack acertou um tiro de três pontos que permitiu a Butler ir para os vestiários vencendo por 22 a 19. Foi a primeira cesta no jogo depois de mais de quatro minutos sem que o placar fosse movimentado.

Os 41 pontos representam a pontuação mais baixa de uma metade da partida desde os 40 marcados em 1946. Naquela oportunidade, Oklahoma State foi para os vestiários vencendo North Carolina por 23 a 17.

Connecticut venceu porque conseguiu se acertar ofensivamente no retorno dos vestiários. O ataque passou a levar vantagem sobre a defesa rival, sobretudo dentro do garrafão. Defensivamente, permaneceu bastante consistente e chegou até a limitar Butler a apenas uma cesta convertida por mais de 13 minutos durante a segunda metade.

Com a liderança na casa dos dois dígitos nos minutos finais, Connecticut conquistou a vitória com tranquilidade.

Leia tudo sobre: butlerncaafinal fourconnecticut

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG