Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Comandado por Rose e Boozer, Chicago bate Detroit fora de casa

Apesar da reação do rival no fim, Bulls conquista 11ª vitória consecutiva sobre o Pistons em partida que teve homenagem a Rodman

iG São Paulo |

O Chicago Bulls visitou o Detroit Pistons nesta sexta-feira e venceu por 101 a 96. Com o resultado, conquistou a 11ª vitória consecutiva sobre o rival de Michigan.

Apesar da derrota do time local, os torcedores que compareceram ao Palace of Auburn Hills testemunharam um momento especial. No intervalo, foi feita uma homenagem a Dennis Rodman, bicampeão com a equipe em 1989 e 1990 e que teve sua camisa 10 aposentada.

O ala-armador Richard Hamilton foi o cestinha da partida com 30 pontos. Contou com a ajuda dos 17 pontos, seis assistências e três rebotes do ala Tayshaun Prince. Mas o bom desempenho da dupla não foi o suficiente para evitar a derrota do Detroit.

Joakim Noah, pivô titular do Bulls, não participou do confronto por conta de uma entorse no tornozelo direito. Seu substituto no quinteto inicial foi o veterano Kurt Thomas, que contabilizou quatro pontos, oito rebotes, três roubos de bola e dois tocos.

Os principais comandantes da vitória dos visitantes foram o ala-pivô Carlos Boozer e o armador Derrick Rose. Boozer marcou 22 pontos, pegou oito rebotes, distribuiu sete assistências e roubou três bolas. Já Rose, eleito o melhor jogador da Conferência Leste no mês de março, somou 27 pontos e sete assistências.

As equipes fizeram um início de jogo bastante disputado, tanto que o placar estava empatado em 21 pontos restando pouco mais de um minuto para o fim do primeiro quarto. Mas o Chicago encaixou dez pontos consecutivos na reta final do período e abriu 31 a 21 no placar.

A partir daí, a liderança não escapou mais das mãos dos visitantes, que mantiveram distância confortável no marcador pelo restante da primeira metade e foram para os vestiários 11 pontos à frente (58 a 47).

AP
Dennis Rodman durante homenagem no intervalo
Possivelmente inspirado pela homenagem a Rodman no intervalo, o Detroit voltou para a segunda metade mais ligado, disposto a restabelecer o equilíbrio na partida. Com os dois lances livres convertidos por Hamilton restando sete minutos para o fim do terceiro quarto, baixou a desvantagem para apenas três pontos (65 a 62).

Comandado por Boozer, o Chicago respondeu logo em seguida com 12 pontos consecutivos e voltou a disparar (77 a 62). Neste momento, os visitantes davam pinta de que venceriam a partida com tranquilidade, mas não foi isso o que aconteceu.

Aos poucos, o Pistons foi encostando durante o último quarto e se aproximou do rival de forma perigosa nos instantes derradeiros. Chegou a ficar a apenas três pontos do empate em duas oportunidades ao longo do minuto final. Mas o Bulls converteu seus lances livres nos últimos segundos e não deixou a vitória escapar das suas mãos.

O Chicago terá pouco tempo de descanso, pois enfrenta o Toronto Raptors dentro de casa já neste sábado. Já o Detroit vai a Boston encarar o Celtics no domingo.

Leia tudo sobre: nbapistonsbulls

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG