Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Com show da defesa no fim, Chicago supera o New Orleans

Bulls não sofre pontos do adversário durante os três últimos minutos do jogo e vence pela sexta vez em sete partidas

iG São Paulo |

O Chicago Bulls segue em boa fase. Nesta segunda-feira, venceu dentro de casa o New Orleans Hornets, que estava desfalcado de Chris Paul, por 85 a 77 e conquistou a sexta vitória em sete partidas.

Esta foi a nona vitória consecutiva do Bulls no United Center. A última derrota dentro do seu ginásio ocorreu no dia 18 de janeiro, quando foi superado pelo Charlotte Bobcats por 83 a 82.

As 27 vitórias e apenas quatro derrotas representam a segunda melhora campanha da liga como mandante. Só não é melhor do que a do San Antonio Spurs (29-3).

Derrick Rose, mais uma vez, foi o maestro do Chicago. O armador foi o cestinha da partida com 24 pontos e ficou bem próximo do “double-double” ao distribuir nove assistências. Teve ainda quatro rebotes e dois tocos.

Quem também chegou perto de atingir o dígito duplo em dois fundamentos foi o ala-pivô Carlos Boozer, com 19 pontos e nove rebotes. Já o pivô Joakim Noah marcou somente seis pontos, mas destacou-se ao apanhar 13 rebotes.

Substituto de Chris Paul no quinteto inicial do New Orleans, Jarrett Jack fez sua parte: foi o principal anotador da equipe ao marcar 23 pontos, além de ter registrado quatro rebotes e três assistências. O ala-armador Marco Belinelli somou 17 pontos e nove rebotes. O ala-pivô David West, por sua vez, apareceu com 11 pontos e 11 rebotes.

Getty Images
Carlos Boozer sobe para fazer a cesta e anotar mais dois pontos para o Chicago Bulls

O ataque do Bulls não foi brilhante. Acertou somente 31 dos 81 arremessos que tentou ao longo da partida, o que resulta num aproveitamento de 38,3%. O que fez a diferença em favor da equipe local foi a defesa, que forçou o oponente a um desempenho ainda pior: 36,2%.

O Bulls ameaçava disparar, mas o Hornets respondia e voltava a igualar as ações. Foi este o ritmo que tomou conta do jogo no primeiro tempo. Uma cesta de Jarrett Jack nos segundos finais da metade inicial fez com que os times fossem para os vestiários empatados em 43 pontos.

A defesa do Chicago voltou para o segundo tempo muito bem postada, tanto que sofreu apenas 34 pontos do Hornets – 17 em cada quarto. Uma cesta de três pontos de Derrick Rose com cerca de nove minutos para o encerramento do confronto colocou a equipe local dez pontos à frente no marcador (75 a 65).

O Hornets reagiu e voltou a colocar em risco o triunfo do rival. A bandeja de Jarrett Jack com pouco mais de três minutos no relógio encerrou uma corrida de 12 pontos a dois dos visitantes, que deixaram a partida empatada em 77 pontos.

Mas a defesa do Bulls mostrou por que é considerada uma das melhores da NBA atualmente, pois não sofreu nem mais um ponto sequer do adversário nos três minutos finais do jogo. No ataque, o bom aproveitamento nos lances livres garantiu a vitória do time de Illinois, que consolida-se na segunda posição da Conferência Leste.

Leia tudo sobre: chicago bullsnbanew orleans hornets

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG