Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Com 26 pontos de Rondo, Boston leva a melhor sobre o Orlando

Armador deu ainda sete assistências durante a vitória em casa do Celtics. Falta de pontaria prejudicou os visitantes

iG São Paulo |

O Boston Celtics conquistou uma boa vitória na tarde deste domingo. Jogando dentro do seu ginásio, o TD Garden, superou o Orlando Magic por 91 a 80.

Rajon Rondo foi o grande nome do Boston na partida. O armador marcou 26 pontos e distribuiu sete assistências – apesar de ter cometido seis desperdícios no ataque. O ala Paul Pierce contribuiu com 18 pontos e cinco assistências. Já o ala-pivô Kevin Garnett anotou 16 pontos e apanhou nove rebotes.

Contudo, o destaque individual da partida deixou a quadra derrotado. Trata-se do pivô Dwight Howard, que acumulou 28 pontos, 13 rebotes e três roubadas nos quase 45 minutos que esteve em quadra. O ala-pivô Ryan Anderson também apareceu bem pelo Orlando, com 12 pontos e sete rebotes.

A falta de pontaria dificultou bastante as coisas para o Magic. O aproveitamento nos arremessos foi de apenas 34,4%. Na bola de três, o desempenho foi ainda pior: dos 24 chutes de longa distância disparados em direção à cesta, apenas três acertaram o alvo.

AP
Paul Pierce em ação pelo Boston

Quem começou melhor a partida foi o Orlando, que anotou 12 dos 14 primeiros pontos do confronto. O Boston conseguiu cortar boa parte da desvantagem e encerrou o primeiro quarto perdendo por apenas cinco pontos (22 a 17).

Os mandantes seguiram na cola dos rivais durante todo o segundo período e passaram à frente após uma enterrada de Glen Davis a 40 segundos do encerramento da metade inicial (43 a 40). Neste momento, o Celtics assumia a liderança no confronto pela primeira vez e não permitiu mais a virada durante todo o restante da disputa.

Após ter ido para os vestiários com apenas três pontos de superioridade, o time da casa abriu dois dígitos de vantagem logo nas primeiras posses de bola da segunda metade e mantiveram distância segura durante a maior parte do tempo todo.

O péssimo desempenho do ataque impedia uma aproximação mais perigosa do Magic. Melhor para o Celtics, que não viu o oponente colocar sua vitória em risco ao longo do último quarto e garantiu uma importante vitória.

Leia tudo sobre: orlando magicboston celticsnba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG