Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Clima de decepção domina última entrevista do Heat na temporada

Treinador e jogadores admitem tristeza pela perda do título da temporada para o Mavericks, mas veem futuro do time com otimismo

iG São Paulo |

O Miami Heat se despediu oficialmente da temporada 2010/11 realizando sua última sessão de entrevistas coletivas nesta terça-feira. Como era esperado, o clima do elenco era de decepção depois da derrota nas finais contra o Dallas Mavericks.

Para o treinador da equipe, Erik Spoelstra, a sensação de “luto” é normal e um teste para o poder de recuperação do grupo. “É impossível neste momento não sentir uma sensação de dor e vazio”, afirmou. “Mas só terá sido um fracasso se você não tiver a capacidade de se levantar e seguir em frente”.

O Heat perdeu a disputa pelo troféu Larry O’Brien em casa, sendo derrotado pelo Mavericks por 105 a 95 . Depois de abrir 2 a 1 no confronto melhor de sete , o time da Flórida permitiu que o adversário vencesse três jogos consecutivos e fechasse a série decisiva.

“Obviamente, estamos em um momento de depressão”, disse o ala-armador Dwyane Wade, cestinha do Heat nas finais. “Você não entende o que deu errado, as coisas se repetem várias vezes em sua mente. Mas acabamos voltando à realidade aos poucos. Mas, é claro, existe muito a se pensar”.

O ala-pivô Chris Bosh argumenta que a experiência foi positiva porque serve de aprendizado e motivação para os próximos anos. “Nós não alcançamos o nosso objetivo, mas podemos usar a experiência como ‘combustível’ para continuar tentando”, disse. “Esta será a temporada da qual mais terei lembranças na carreira”.

Com um desempenho abaixo da média nas finais , LeBron James está decepcionado com suas atuações e a perda da segunda decisão na carreira, mas vê o Heat com uma boa base pensando no futuro.

“Individualmente, nós sentimos que fracassamos, pois somos competidores e queremos ser campeões”, falou o ala, que chegou à Miami em julho do ano passado. “Mas fizemos ótimas coisas em nosso primeiro ano e a base está montada para a próxima temporada”.

O elenco do Heat pode sofrer diversas modificações para a campanha 2011/12, uma vez que oito jogadores poderão ser agentes livres em julho: os armadores Mario Chalmers, Mike Bibby e Eddie House, o ala James Jones, o ala-pivô Juwan Howard e os pivôs Zydrunas Ilgauskas, Jamaal Magloire e Erick Dampier. 

Spoelstra, porém, se nega a pensar em possíveis mudanças tão pouco tempo após a derrota. “Não queremos fazer nenhuma avaliação precipitada ou correção neste momento”, afirmou. “A hora de fazer isso vai chegar, mas não é agora”.

Para o futuro, a única coisa que o técnico garante de antemão é a vontade incondicional de vencer. “Nós faremos absolutamente tudo que for necessário para nos colocar em condição de competir por um título novamente, não ficaremos muito tempo sentindo pena de nós mesmos”.

 

Leia tudo sobre: NBAplayoffsMiami HeatErik SpoelstraLeBron James

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG