Ted Williams, que se diz ex-locutor de rádio, postou na internet um vídeo que já teve mais de um milhão de acessos

O Cleveland Cavaliers fez uma oferta de emprego para um sem-teto de Ohio, que tem uma voz impressionante, comparável a de um grande locutor de rádio. Ted Williams tornou-se uma sensação na Internet devido a sua habilidade vocal e foi contatado pela direção do Cavs nesta quarta-feira.

O assessor do Cleveland, Ted Carper, disse que os detalhes ainda estão sendo acertados sobre as possibilidades de emprego para Williams. Carper disse que pode ser qualquer trabalho, inclusive na Quicken Loans Arena, ginásio da equipe. No entanto, não se sabe se Williams aceitou a oferta, informa o site da ESPN norte-americana.

Um vídeo postado pelo sem-teto mostra ele em frente a uma estrada fazendo a demonstração da sua bela voz com um pedaço de papelão que diz: “Sou um ex-locutor de rádio, que passa por momentos difíceis”.

Williams contou ao jornal “Columbus Dispatch” que às vezes mora em um espaço atrás de um posto de gasolina. Afirmou também que teve problemas com drogas e álcool, mas está sóbrio há dois anos.

Um câmera do jornal teve a ideia de filmar Williams depois de passar algumas vezes por aquele trecho da estrada. "Nós passamos por estas pessoas nas saídas das estradas e normalmente as ignoramos”, disse o câmera Doral Chenoweth III. “Este cara estava usando o seu talento”.

Na filmagem, o sem-teto conta como se apaixonou pelo rádio. Williams disse que conheceu um locutor durante uma viagem, quando tinha apenas 14 anos. O locutor contou sobre o veículo para Williams e descreveu o rádio como teatro da mente.

null"Teatro da mente ele me disse", afirmou Williams. "Eu pensei: não posso estar na televisão, não posso ser ator, mas a minha voz se desenvolveu naturalmente. Eu claro, trabalhei, estudei e pratiquei muito para melhorar".

Desde que o vídeo tornou-se um sucesso no mundo virtual, o jornal recebeu pedidos de informações sobre Ted Williams, vindos de vários outros veículos de mídia.

“Meu chefe me disse que se eu não conseguir contratá-lo, estou demitido”, disse Kevin McLoughlin, diretor de pós-produção de filmes da NFL, a liga profissional de futebol americano. “Não posso garantir nada, mas adoraria dar um emprego a ele”.

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.