Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Chicago vence Lakers e quebra tabu que já durava sete jogos

Em noite inspirada de Derrick Rose, Bulls volta a vencer o time de Los Angeles depois de quase quatro anos

Gabriel Fuhrmann, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882504017&_c_=MiGComponente_C

O Chicago Bulls recebeu o Los Angeles Lakers e venceu por 88 a 84. O Bulls não vencia o time do astro Kobe Bryant desde 19 de dezembro de 2006. Durante esse período foram sete partidas e sete vitórias do Lakers.

Derrick Rose, no Chicago há três anos, nunca havia vencido este duelo. Na noite de hoje, o armador liderou a vitória do time da casa. Ele anotou 29 pontos, deu nove assistências e pegou cinco rebotes. Kyle Korver saiu do banco para acertar três cruciais chutes de três. O ala-armador terminou o jogo com 13 pontos.

Pelo Lakers, Kobe Bryant marcou 23 pontos e serviu sete vezes para a cesta. Com a pontuação de hoje, o ala-armador tornou-se o décimo primeiro jogador com mais pontos na NBA. Ele agora tem 26.398. Já o espanhol Pau Gasol anotou 21 pontos, pegou oito rebotes e bloqueou quatro chutes.

Getty Images
Derrick Rose tenta passar entre Gasol e Fisher durante o segundo quarto

Foi a quinta derrota do Los Angeles fora de casa. O time é o quarto colocado na Conferência Oeste. O Bulls chega a sua quarta vitória consecutiva e também ocupa a quarta posição, mas da Conferência Leste.

No começo da partida, o público no United Center deve ter imaginado que a história dos últimos quatro anos iria se repetir. O Chicago deixou muito espaço na defesa e o Lakers aproveitou. O primeiro quarto acabou 22 a 12 para o time da Califórnia. No entanto, comandado por Derrick Rose, o time da casa teve uma recuperação espetacular: venceu o segundo período por 24 a 10 e foi para o intervalo vencendo por 36 a 32.

O terceiro quarto serviu para aumentar a vantagem do Chicago. O banco da equipe mandante funcionou melhor. Por isso, principalmente no final do período, o time aumentou a diferença no placar para 66 a 58.

Os visitantes reagiram no último quarto e, com chute de três de Derek Fisher e uma bandeja de Matt Barnes no minuto final, a diferença caiu para três pontos: 86 a 83. No entanto, o único acerto da equipe após essas jogadas foi um lance livre de Gasol. Rose decidiu no fim e garantiu o triunfo do Bulls.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG