Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Chicago supera Miami fora de casa e vence rival pela terceira vez

Em partida equilibrada e com desfecho emocionante, Bulls leva a melhor e estende série de derrotas do Heat para quatro jogos

iG São Paulo |

Neste domingo, Chicago Bulls e Miami Heat se enfrentaram pela terceira vez na temporada. E pela terceira vez, o Bulls levou a melhor: venceu o time da Flórida fora de casa por 87 a 86 num jogo bastante emocionante, definido somente no estouro do cronômetro, após arremesso errado de Dwyane Wade.

Principal responsável pela vitória do Chicago, o armador Derrick Rose foi o cestinha da partida com 27 pontos, além de ter dado cinco assistências. O ala Luol Deng marcou 18 pontos e também foi muito importante para o triunfo dos visitantes, sobretudo nos instantes finais da partida. Já o ala-pivô Carlos Boozer fez um “double-double”: 12 pontos e dez rebotes.

O ala LeBron James somou 26 pontos, oito rebotes e seis assistências para o Miami. O ala-pivô Chris Bosh apareceu com 23 pontos e cinco rebotes. Wade, por sua vez, teve desempenho mais discreto: anotou 20 pontos, distribuiu cinco assistências, mas cometeu sete desperdícios de posse de bola.

As duas defesas trabalharam muito bem no começo do jogo, fazendo com que os ataques encontrassem bastante dificuldade para pontuar. Os times se alternaram algumas vezes na liderança do marcador nos minutos iniciais, mas o Miami foi melhor na reta final do primeiro quarto e abriu 22 a 18 no placar.

O time da casa impôs uma defesa ainda mais eficiente no início do segundo quarto, tanto que o Bulls demorou mais de três minutos para marcar sua primeira cesta. No ataque, Chris Bosh comandava as ações com tiros de média distância certeiros. Assim, o Heat chegou a abrir 12 pontos (49 a 37) quando restavam 24 segundos para o final da primeira metade.

Getty Images
LeBron James puxa contra-ataque durante a derrota dentro de casa do Miami diante do Chicago

Mas Derrick Rose fez uma cesta na última posse de bola e ainda sofreu a falta. O armador do Bulls converteu o lance livre e cortou a desvantagem no intervalo para nove pontos (49 a 40).

Aos poucos, os visitantes foram se aproximando novamente no marcador. Muito desta reação está relacionado ao fato de a equipe ter sofrido apenas 16 pontos do seu rival durante todo o terceiro período.

O Bulls entrou no último quarto perdendo por dois pontos e não demorou muito para passar à frente. Uma cesta de Luol Deng com pouco mais de um minuto jogado no período deu ao time a liderança por 67 a 65. A partida seguiu bastante equilibrada daí em diante, mas sempre com o placar apontando vantagem dos visitantes.

Isso até um coadjuvante do Miami aparecer e se candidatar ao posto de herói da partida. Este jogador é Mario Chalmers: com uma cesta de três uma bandeja a 25 segundos do encerramento do confronto, o armador virou o jogo para o Heat (86 a 84).

Em seguida, o mesmo Chalmers fez uma falta em cima de Luol Deng. O ala do Bulls foi para a linha do lance livre. Converteu o primeiro arremesso, mas errou o segundo, que devolveria a igualdade no marcador. No entanto, o ala foi empurrado por Mike Miller na disputa pelo rebote ofensivo e teve direito a mais dois lances livres. Converteu ambos e recolocou os visitantes em superioridade no placar (87 a 86).

Restavam 15 segundos para o fim da disputa. O Miami tinha a posse de bola, que foi conduzida por LeBron James. O MVP das duas últimas temporadas partiu para a cesta, mas não conseguiu acertar a bandeja. O rebote ficou com Dwyane Wade, que ainda tentou um arremesso salvador no estouro do cronômetro, mas não teve sucesso.

Leia tudo sobre: chicago bullsnbamiami heat

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG