Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Chicago leva a melhor sobre o Denver, do brasileiro Nenê

Pivô registrou oito pontos e sete rebotes nos 25 minutos em que esteve em quadra; Joakim Noah comandou triunfo

iG São Paulo |

Tiago Splitter ganha elogios em San Antonio
  • Allen Iverson chega a Istambul
  • Fábio Sormani: Acesse o blog e leia sobre o início da temporada
  • Twitter do iG Esporte: Principais notícias, fatos inusitados, vídeos e opinião
  • O Chicago Bulls recebeu o Denver Nuggets no United Center e venceu por 94 a 92, chegando a três vitórias em seis jogos na temporada. O brasileiro Nenê anotou oito pontos pela equipe visitante, todos eles anotados no primeiro quarto.

    Ao longo dos 27 minutos em que esteve em quadra, o pivô ainda pegou sete rebotes, distribuiu três assistências e deu três tocos.

    Carmelo Anthony foi o cestinha do confronto com 32 pontos. O astro do Denver também pegou oito rebotes, roubou quatro posses de bola e deu dois tocos. Mas não foi o suficiente para evitar que a equipe conhecesse a sua terceira derrota em sete partidas realizadas na temporada.

    Com mais um double-double, Joakim Noah foi a principal figura do Chicago no jogo. Foram 13 pontos e 19 rebotes para o pivô, que ainda deu quatro tocos. O ala-pivô Taj Gibson também apareceu bem: 16 pontos, seis rebotes e cinco tocos. Já o armador Derrick Rose somou 18 pontos e seis assistências.

    Liderado pelos oito pontos de Nenê, o Denver largou na frente no primeiro quarto e abriu cinco pontos (28 a 23). Mas a defesa do Chicago deu um show no período seguinte, tendo permitido somente 15 pontos do oponente.

    O tapinha de Al Harrington, quando ainda restavam oito minutos exatos para o fim da primeira metade, foi a última cesta de quadra do Nuggets na etapa. Os quatro pontos marcados pela equipe do Colorado até o intervalo foram feitos na linha do lance livre. O Bulls aproveitou-se da situação e foi para os vestiários vencendo por 50 a 43.

    A margem de superioridade dos mandantes atingiu os dez pontos (68 a 58) após Rose acertar um lance livre com pouco menos de três minutos para o fim do terceiro quarto. Mas Anthony marcou dez dos 12 pontos consecutivos que os visitantes anotaram no final do período e comandou a virada.

    O equilíbrio tomou conta do jogo durante o último quarto, com as duas equipes próximas no placar o tempo todo. Chicago vencia por quatro pontos no minuto final (90 a 86) e teve três chances de sacramentar a vitória nos segundos finais. Mas Rose, Deng e Keith Bogans desperdiçaram as oportunidades que apareceram.

    Anthony agradeceu os erros do adversário e fez uma cesta com 15 segundos no relógio, mantendo o Nuggets vivo no confronto. Em seguida, uma falta foi cometida sobre Noah, que foi para a linha do lance livre e acertou somente um dos seus arremessos.

    Nas duas posses de bola seguintes, os dois times trocaram faltas. E a diferença de três pontos foi mantida, já que Anthony e Kyle Korver acertaram os tiros livres. O Denver teve ainda uma última chance de mandar a partida para a prorrogação, mas o arremesso de três pontos de Aaron Afflalo não caiu.

    A bola ficou nas mãos de Luol Deng, que garantiu a vitória do Bulls ao acertar um lance livre. Afflalo até converteu um arremesso no estouro do cronômetro, mas de nada adiantou. Quem comemorou no final foi mesmo o time local.

    Leia tudo sobre: basquete - nba

    Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG