Carlos Boozer e Derrick Rose tiveram atuações de destaque e comandaram o triunfo em casa do Bulls sobre o Pacers

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882645122&_c_=MiGComponente_C

Fábio Sormani: Acesse o blog e leia sobre o início da temporada
  • Twitter do iG Esporte: Principais notícias, fatos inusitados, vídeos e opinião
  • O Chicago Bulls recebeu o Indiana Pacers no seu ginásio e, com uma defesa bastante eficiente, venceu por 92 a 73. Com o resultado positivo, o time confirmou a boa fase e alcançou o seu sexto triunfo seguido.

    Carlos Boozer teve uma atuação inspirada e comandou a vitória do Chicago. O ala-pivô teve 22 pontos e incríveis 18 rebotes. Quem também registrou um double-double foi o jovem armador Derrick Rose, que marcou 17 pontos e 12 assistências e ainda pegou seis rebotes. Já Luol Deng apareceu com 15 pontos e nove rebotes.

    AP
    Carlos Boozer sofre dupla marcação do Pacers; ala-pivô foi o destaque do Bulls

    O ala-armador Brandon Rush e o armador reserva T.J. Ford anotaram 13 pontos cada e lideraram o Indiana no quesito. O ala Mike Dunleavy apareceu com 12 pontos e oito rebotes. A equipe esteve desfalcada do seu principal atleta, Danny Granger, que não jogou por conta de uma lesão no tornozelo.

    A defesa do Bulls limitou o ataque adversário a um aproveitamento nos arremessos de quadra muito baixo. Foram 30 tiros certeiros do Pacers em 84 tentados, resultando num índice de 35,7%. Esta falta de pontaria justifica o time ter anotado apenas 73 pontos nesta noite.

    Os mandantes tiveram um início de jogo avassalador, anotando 14 dos 16 primeiros pontos. Chegaram a abrir 17 pontos (25 a 8) com cerca de cinco minutos restantes no primeiro quarto, mas permitiram uma aproximação do rival.

    Depois de ter baixado a desvantagem para nove pontos (27 a 18) ao final do primeiro quarto, o Pacers deu continuidade à sua recuperação no período seguinte e chegou até a passar à frente no marcador. Só não foi para o intervalo na liderança porque Rose acertou uma bola de três pontos nos segundos finais da primeira metade, permitindo que o Bulls fosse para os vestiários com dois pontos de superioridade: 43 a 41.

    Mas o susto passou na segunda metade. A forte defesa do Chicago limitou a ação ofensiva dos visitantes, que fizeram apenas 32 pontos ao longo dos dois últimos quartos. Bastante superior em quadra, o time local assegurou a vitória sem sustos para a alegria dos 21.287 torcedores que compareceram ao United Center.

      Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.