Equipe foi superada pelo Regatas Corrientes neste sábado, mas garante classificação com uma vitória sobre o Quimsa no domingo

Em partida válida pela segunda rodada do Grupo F da Liga das Américas, disputada na cidade argentina de Corrientes, Brasília caiu diante do time local. Os atuais campeões brasileiros perderam na prorrogação para o Regatas Corrientes neste sábado por 93 a 92, mas garantem classificação à próxima fase com uma vitória na última rodada.

Nezinho dos Santos foi a grande figura do Brasília na partida: o armador foi o cestinha do jogo com 28 pontos e ainda distribuiu sete assistências. O ala-pivô Guilherme Giovannoni também foi bem e contribuiu com 18 pontos e 11 rebotes. Mas a boa atuação da dupla não foi suficiente para dar a vitória à equipe brasiliense.

O ala norte-americano Carl Edwards marcou 22 pontos para o Regatas Corrientes. O ala-pivô Tyler Field, também natural dos EUA, somou 17 pontos e 13 rebotes. Outro jogador que registrou um “double-double” foi o armador Javier Martinez: 13 pontos e dez assistências.

Aproveitando o fato de jogar em casa, os argentinos se impuseram em quadra durante a primeira metade da partida. Com uma defesa bastante competente, limitaram Brasília a apenas 33 pontos ao longo dos dois primeiros períodos e foram para o intervalo com vantagem de uma dezena (43 a 33).

No retorno dos vestiários, quem demonstrou força defensiva foi o time brasileiro, que sofreu apenas 12 pontos durante o terceiro quarto e conseguiu empatar o jogo em 55 pontos no último lance do período, após uma cesta do ala Arthur Silva.

Ramzee Stanton, camisa 11 do Regatas, chuta
Fiba Americas/Divulgação
Ramzee Stanton, camisa 11 do Regatas, chuta
Brasília começou com tudo a última parcial e chegou a abrir oito pontos (65 a 57) depois de uma cesta de três do ala Alex Garcia, com pouco mais de seis minutos para o encerramento da partida. No entanto, o Regatas reagiu e igualou o marcador em 75 pontos depois de uma bandeja de Edwards, quando restavam apenas três segundos no relógio, levando a disputa para a prorrogação.

Durante a prorrogação, o time da casa esteve no comando das ações na maior parte do tempo. Os brasileiros perdiam por sete pontos (91 a 84) quando faltavam apenas 40 segundos para o desfecho do confronto. Mas o time engatou uma reação incrível e conseguiu algo que parecia muito pouco provável: empatou a partida em 92 pontos a três segundos do fim, graças a uma cesta de longa distância de Nezinho.

Mas o Regatas chegou à vitória após a arbitragem marcar uma falta de Nezinho sobre Javier Martinez no último segundo, justamente no ato do arremesso. O atleta acertou apenas um dos seus lances livres, o suficiente para garantir o segundo triunfo da equipe argentina nesta fase.

O Brasília volta a jogar já neste domingo, às 21h. O adversário será o também argentino Quimsa, que perdeu os dois jogos que realizou até o momento. Uma vitória garante os campeões brasileiros no “Final Four” da Liga das Américas – que será disputado entre os dias 4 e 6 de março.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.