Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Brasil derrota Jamaica com facilidade e se garante na semifinal

Equipe nacional ficou perto de garantir a primeira colocação em seu grupo e provavelmente enfrentará o Canadá na próxima fase

Gazeta |

EFE
Adriana, da seleção brasileira, enfrenta a marcação da Jamaica na partida
A seleção brasileira feminina de basquete aproveitou-se da fragilidade da Jamaica e venceu com tranquilidade, por 73 a 50, o confronto válido pela terceira rodada do Grupo B do Pré-Olímpico de Neiva. Com a vitória, a equipe está garantida nas semifinais do torneio.

O destaque brasileiro do confronto desta segunda-feira foi a pivô Erika, que deixou a quadra com 19 pontos marcados. A Jamaica teve a cestinha da partida, a pivô Vanessa Gidden, que anotou 23 pontos.

O Brasil lidera sua chave do Pré-Olímpico com três vitória em três partidas e encerra sua participação na primeira fase nesta terça-feira, contra o México, às 18h45 (de Brasília). Se vencer, garante a primeira colocação e pega na semifinal a segunda colocada do Grupo A.

A segunda colocação do Grupo B é do Canadá, que nesta segunda-feira derrotou a fraca seleção do Paraguai por 77 a 26. A equipe da América do Norte tem dois triunfos e um revés em Neiva.

O jogo
A seleção brasileira não encontrou grande resistência das jamaicanas no início de partida. Com tiros de longa distância de Adrianinha e jogadas no garrafão de Erika e Damiris, a equipe conseguiu abrir vantagem confortável no marcador.

Nos minutos finais do primeiro período, a eficiência do ataque diminuiu e a Jamaica conseguiu reduzir a vantagem. Mesmo com a sequência de pontos da equipe caribenha, o Brasil encerrou o primeiro quarto com nove pontos de vantagem: 22 a 13.

O segundo período de jogo não começou bem para a Seleção, que afrouxou a marcação e viu a pivô Vanessa Gidden brilhar. O técnico Ênio Vecchi pediu o tempo e fez alterações no posicionamento defensivo do time, que também melhorou o seu rendimento no ataque. Quando as equipes foram ao vestiário, o placar apontava 38 a 25.

O retorno do intervalo também não foi muito produtivo para o Brasil, que repetiu erros em jogadas ofensivas e teve dificuldade para dilatar sua vantagem no marcador nos primeiros minutos.

Após o apagão, no entanto, as brasileiras conseguiram encaixar seu jogo e com uma defesa forte forçaram as jamaicanas a cometerem erros. No contragolpe, a seleção comprovou sua superioridade e garantiu uma vantagem de 22 pontos ao fim do terceiro quarto.

No último período, as comandadas de Ênio Vecchi jogaram com tranquilidade pela frente conquistada no marcador e selaram a vitória fácil com um lance livre de Gilmara, que fechou o placar em 73 a 50.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG