Seleção bateu o Egito por 77 a 64 e vai fechar sua participação no torneio neste sábado contra os donos da casa, Letônia

Após a dolorida desclassificação contra os argentinos , o Brasil voltou à quadra na manhã desta sexta-feira para o início da disputa de nono a 12º lugares do Mundial Sub 19. A seleção derrotou o Egito por 77 a 64 e vai decidir o posto de melhor seleção não-classificada para as quartas de final neste sábado, contra a Letônia.

O armador Davi Rossetto foi o maior anotador brasileiro no confronto, com 18 pontos. O ala Bruno Irigoyen contribuiu com 14 pontos, enquanto o pivô Cristiano Felicio fez dez pontos e seis rebotes.

O Egito teve como cestinha o armador Omar Mohamed, que anotou 18 pontos. O pivô Assem Ahmed, destaque egípcio na competição, saiu de quadra com 15 pontos, 13 rebotes e três tocos.

O Brasil já enfrentou os letões na competição, na primeira partida da segunda fase, e venceu o confronto por tranquilos 88 a 73 .

O jogo

A vantagem que garantiu a vitória brasileira foi construída nos segundo e terceiros períodos. No primeiro quarto, porém, o Egito teve o controle das ações e abriu pequena diferença. O último colocado do Grupo F terminou os 10 minutos iniciais com 16 a 12 em seu favor.

No segundo período, a seleção pareceu ter um despertar tardio na partida e teve seu melhor desempenho, tomando a liderança e partindo rumo ao triunfo. No comando desde o início, marcou 28 pontos e permitiu apenas 15 ao oponente. Reverteu o placar sem dificuldade e chegou ao intervalo com 40 a 31.

O retorno dos vestiários continuou favorecendo os brasileiros, que, mesmo sem a performance devastadora do quarto anterior, manteve-se no controle das ações e expandido sua diferença até um patamar seguro. Com parcial de 19 a 11, o Brasil disparou no marcador e alcançou os 10 minutos decisivos com 59 a 42.

Com tal diferença, não foi necessário mais do que administrar a diferença para que os brasileiros garantissem vaga na decisão pelo nono lugar. A derrota por 21 a 18 no último período não ameaçou o placar final e a vitória por 77 a 64.

Esta foi a quarta vitória do Brasil na competição e a primeira em três jogos, depois de reveses diante de australianos e argentinos.

Letônia bate Canadá

Em partida bem mais equilibrada do que a realizada por brasileiros e egípcios, os letões tiveram que suar para chegar à disputa da nona posição do torneio. O time da casa venceu a seleção do Canadá por 99 a 96.

O destaque da Letônia foi o ala-armador Edmundus Dukulis, que saiu de quadra com 23 pontos e 11 rebotes. O pivô Davis Bertans anotou 18 pontos e o ala-armador Kaspars Vecvagars contribuiu com mais 17.

O ala Dyshawn Pierre foi o principal atleta canadense, marcando 30 pontos e pegando dez rebotes. O armador Kevin Pangos teve 24 pontos e cinco roubos de bola.

A Letônia garantiu o triunfo no segundo tempo. Depois de ir para o intervalo perdendo por dez pontos, a equipe virou o placar no terceiro quarto e chegou a abrir 11 pontos de diferença (83 a 72) logo no início do quarto período, apenas tendo o trabalho de administrar o resultado até o fim do confronto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.