Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Boston vai a Detroit e bate o Pistons com tranquilidade

Kevin Garnett, Paul Pierce e Rajon Rondo comandaram a terceira vitória do Celtics em quatro jogos na temporada

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861759493&_c_=MiGComponente_C

O Boston Celtics não teve dificuldades para bater o Detroit Pistons fora de casa. O resultado de 109 a 86 para os visitantes mantém a equipe de Michigan sem vencer na temporada.

O destaque da partida foi o ala-pivô Kevin Garnett, que comandou o terceiro triunfo em quatro jogos do Boston ao marcar 22 pontos e pegar seis rebotes. O ala Paul Pierce colaborou com 21 pontos e cinco rebotes.

AP
Boston, de Ray Allen, não teve dificuldade para bater o Detroit

Já Rajon Rondo deu mais um show nas assistências. Foram 17 nesta noite, além de ter anotado nove pontos e roubado quatro posses de bola do oponente.

O desempenho de Rondo contribuiu para que o Celtics dominasse nas assistências. Foram 33 no total, 20 a mais do que o Pistons. Outro dado importante que mostra a diferença entre as equipes no marcador são os desperdícios de posse de bola. Os mandantes cometeram 17, contra apenas oito do rival.

A principal figura do Detroit no jogo saiu do banco de reservas. Trata-se do ala-pivô Charlie Villanueva, que registrou 17 pontos e sete rebotes. O jovem ala Austin Daye apareceu com 16 pontos e cinco rebotes.

O Boston esteve em vantagem durante toda a partida. Venceu o primeiro quarto por apenas cinco pontos (31 a 26), mas conseguiu abrir distância confortável já no período seguinte, mesmo com os reservas atuando por alguns minutos. Uma cesta de três de Rondo no último segundo da primeira metade deixou o time com vantagem no placar de 57 a 44 no intervalo.

A diferença no marcador ficou cada vez mais elástica no decorrer dos dois últimos quartos. A superioridade na partida era tamanha que o técnico Doc Rivers pôde preservar os titulares do Celtics durante a maior parte do segundo tempo.

Leia tudo sobre: basquete - nba

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG