Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Boston leva a melhor sobre o Lakers no maior clássico da NBA

Mesmo jogando como visitante, Celtics superou a boa atuação de Kobe Bryant para vencer o rival no primeiro reencontro após a final

João Henrique Olegario, IG São Paulo |

O Boston Celtics levou a melhor sobre o Los Angeles Lakers no maior clássico da NBA. Mesmo jogando fora de casa, o maior campeão da história da liga venceu por 109 a 96 e se vingou no primeiro reencontro entre as equipes após a decisão da temporada passada.

Mesmo atuando no Staples Center em Los Angeles, o Boston dominou boa parte da partida. Apenas no final do primeiro tempo os donos da casa conseguiram ficar no controle do placar graças ao ótimo desempenho de Kobe Bryant que marcou 17 de seus 41 pontos na segunda parcial.

O Celtics respondeu ao desempenho de Bryant com ótimo desempenho coletivo. Seis jogadores anotaram pelo menos dois dígitos de pontuação e dois deles com "double-double" (Kevin Garnett com 18 ponto e 13 rebotes e Rajon Rondo com dez pontos e 16 assistências). No entanto quem mais brilhou foi Paul Pierce. O jogador fechou a partida com 32 pontos, 14 deles no terceiro período quando comandou a virada do Celtics.

AP
Rivais, Kobe Bryant tenta arremesso contra a marcação de Shaquille O
Com a vitória, o Celtics se recuperou da derrota sofrida diante do Phoenix Suns na sexta-feira e agora soma 35 triunfos em 46 jogos, liderando a Conferência Leste. Já o Lakers amargou o segundo revés seguido. O time californiano tem uma campanha com 33 resultados positivos em 48 possíveis e é o segundo no lado Oeste.

O jogo

O Boston começou melhor a partida. Com exceção dos dois primeiros pontos do jogo, o Celtics liderou durante todo o primeiro período. Os visitantes chegaram a abrir oito pontos de vantagem. No entanto, o Lakers reagiu, reduziu a diferença para quatro pontos e obrigou o Doc Rivers a pedir tempo. A parada não evitou a reação maior dos donos da casa e a parcial terminou com o time de Los Angeles em desvantagem de apenas um (22 a 21)

Com cestas de três pontos de Ray Allen e Nate Robinson, o Celtics voltou a controlar a partida no começo do segundo quarto. Com ótimo aproveitamento de 57% das ações ofensivas, rapidamente a vantagem dos visitantes subiu para nove pontos.

O Lakers melhorou defensivamente na metade final do segundo período. O time californiano permitiu apenas dois pontos ao Boston em um período de quatro minutos e virou o placar. Kobe Bryant apareceu com oito dos 11 pontos no tempo em que o ataque do Celtics falhou (17 ao todo na parcial e 22 no primeiro tempo). O domínio do Los Angeles persistiu nos minutos finais e equipe foi para o intervalo com quatro de vantagem (54 a 50).

O intervalo fez bem para o Boston. Após a parada, o ataque da equipe voltou a funcionar no terceiro período e o Celtics retomou o domínio do placar. Paul Pierce comandou a virada com 14 pontos (três acertos em bolas de três pontos) em cinco minutos. Apesar da melhor, os visitantes não conseguiram abrir larga vantagem e parcial acabou com 77 a 72 no marcador.

O Boston começou melhor também o período decisivo. O Celtics estabilizou a diferença no placar entre cinco e nove pontos. Restando quatro minutos para o final do jogo, os visitantes conseguiram abrir 11 de vantagem pela primeira vez na partida e obrigou o treinador Phil Jackson a pedir tempo.

A parada não deu o resultado esperado e o Lakers não conseguiu reduzir a desvantagem. Ao contrário, o Boston conseguiu ampliar ainda mais o marcador para garantir o triunfo.
 

Leia tudo sobre: Los Angeles LakersBoston Celtics

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG