Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Blake Griffin diz que ideia de saltar sobre o carro foi dele

Vencedor do torneio de enterradas, jogador disse ter ficado com receio de torcer o tornozelo ou de espatifar a cara no autmóvel

Fábio Sormani, em Los Angeles |

LOS ANGELES — Blake Griffin roubou a cena mais uma vez. Como no jogo dos “rookies” contra os “sophomores”, na sexta-feira, quando crianças o elegeram o MVP da partida (na verdade o troféu ficou com John Wall), o ala-pivô sarará do Los Angeles Clippers foi o centro das atenções na quadra do Staples Center neste sábado ao vencer o campeonato de enterradas batendo JaVale McGee, do Washington Wizards, na decisão.

Após receber o troféu de campeão, Griffin apareceu na sala de entrevistas coletivas. Carregava a joia com a mão direita. Sentou-se à mesa e fazia um grande esforço para esconder o contentamento que talvez a seus olhos pudessem ser confundido com deslumbramento.

“Eu tive a ideia de usar o carro”, disse Blake respondendo sua primeira pergunta. “Quando ele (Baron Davis) disse-me que não havia regras para a competição, eu pensei: então eu posso pular sobre um carro! E ele falou: “Yeah”. Eu eu: bem, talvez eu deva fazer isso”.

A ideia do coral cantando “I Believe I Can Fly”, contou Griffin, foi de Davis. Perguntado quantas vezes eles ensaiaram a enterrada decisiva, respondeu: “Algumas vezes, não muitas”.

Getty Images
Blake Griffin salta sobre o carro para a enterrada
Realmente, sua enterrada final, pulando o carro de um dos patrocinadores da NBA, contando com a ajuda de seu companheiro de time Baron Davis, foi espetacular. Griffin mostrou criatividade, preparo físico invejável e muita coragem para ganhar o campeonato.

Criatividade pelo ineditismo de sua enterrada. Preparo invejável porque fazer o que ele fez jamais alguém havia feito também. E coragem porque há uma temporada ele ficou todo o campeonato parado por causa de uma lesão no joelho.

“Estávamos viajando (não disse onde), quando Vinnie (Del Negro, treinador do Clippers, seu time), entrou no quarto e perguntou pra nós o que estávamos preparando para as enterradas”, disse Blake. “Nós fizemos cara de tonto e dissemos que ainda não tínhamos ideia do que seria. Mas é claro que sabíamos. Já estava tudo preparado. Até que quinta-feira, quando o carro chegou para nos prepararmos, todos ficaram sabendo o que iríamos fazer”.

A preocupação de Del Negro era evidentemente quanto ao joelho de seu principal jogador, uma das maiores (senão a maior) promessa desta nova safra de jogadores norte-americanos.

“Confesso que fiquei um pouco preocupado (com a enterrada final)”, disse Griffin. “Eu poderia ter machucado o pé ou ter espatifado minha cara no automóvel. Felizmente, tudo deu certo”.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG