Tamanho do texto

Sindicato que cuida dos direitos dos jogadores conta com urgência para conversas sobre novo acordo salarial evoluirem

A NBPA (Associação dos Atletas da NBA) espera que bata um senso de urgência nos proprietários da liga durante a reunião que será realizada no “All-Star Weekend”, entre 18 e 20 de fevereiro.

“A gente gostaria que eles tivessem uma noção da urgência da situação, mas não vimos nada disso nestes últimos sete meses”, comenta Dan Wasserman, assessor da NBPA. “Até vermos isso, estamos focados na possível greve”.

A liga está pedindo uma grande mudança em todo no acordo financeiro com os atletas. O atual acaba no dia 30 de junho, mas de acordo com proprietários trouxe prejuízo nas últimas temporadas. A ideia é reduzir o gasto com os jogadores em US$ 800 milhões.

“Os executivos da NBA estão esperançosos em ter uma reunião construtiva”, disse Adam Silver, vice-comissário da NBA. “O encontro é apenas parte do caminho para o acordo, com mais intensidade e sentido de urgência”.

A última vez que proprietários e atletas não chegaram a um consenso foi em 1998. O impasse reduziu a temporada de 82 para 50 jogos.

    Leia tudo sobre: NBA