Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Arthur e Giovannoni dizem que Brasília já esperava por Uberlândia

Jogadores do time brasiliense acompanharam a série e ressaltaram qualidades da equipe mineira, de quem eles perderam no turno

iG São Paulo |

O ala-pivô Guilherme Giovannoni e o ala Arthur Belchor, ambos do Brasília, já imaginavam que o adversário da sua equipe nas quartas-de-final seria mesmo o Uberlândia. O time do Triângulo Mineiro confirmou sua classificação na noite de quinta-feira, eliminando o Araraquara com três vitórias e nenhuma derrota.

“Já esperávamos o Uberlândia”, disse Arthur. “Afinal, o time já tinha vencido uma partida fora e depois confirmou seu bom momento, ganhando mais duas vezes em seu ginásio”.

Arthur disse que o Uberlândia é um time bem equilibrado. Citou suas qualidades: “Tem dois atletas norte-americanos que pontuam bastante (Robert Day e Robby Collum) e um trabalho de garrafão intenso com o Estevam (Ferreira), Hátila (Passos) e o (Lucas) Cippolini. Isso sem falar no Valtinho (Apolinário) na armação, que é o grande maestro do time”.

Giovannoni concorda com a opinião do companheiro e lembra que o time brasiliense perdeu na fase de classificação jogando em Uberlândia. “Vamos enfrentar uma equipe muito forte, que passou por momentos de altos e baixos durante a competição, mas cresceu na reta final da primeira fase e nas oitavas-de-final”, disse Giovannoni. “Eles têm um elenco bem forte. Sem dúvida vai ser uma série dura, em que nós teremos a vantagem de decidir em casa, mas temos que focar cada partida com o máximo de concentração e atenção, procurando fazer o nosso jogo”.

Nesta terceira edição do NBB foram dois confrontos entre Brasília e Uberlândia, com uma vitória para cada lado, prevalecendo o mando de quadra: 94 a 84, em favor do Uberlândia, no turno; 88 a 74, em favor do Brasília, no returno.
 

Leia tudo sobre: Arthur BelchorGuilherme Giovannoni

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG