Detalhes da negociação não foram revelados, mas especula-se que valor da multa rescisória chegue a 1,8 milhão de euros

selo

Marcelinho Huertas, armador da seleção brasileira de basquete, terá um novo clube a partir da próxima temporada. Nesta terça-feira, ele foi confirmado como novo reforço do Barcelona, após ótima passagem pelo Caja Laboral, onde atuava desde 2009. Os detalhes da negociação não foram revelados, mas especula-se que o valor da multa rescisória chegaria a 1,8 milhão de euros.

As negociações entre as duas equipes se estenderam por longos meses, mas Marcelinho afirmou: "Nunca perdi as esperanças de realizar este sonho". "Foi um processo bastante longo, mais do que podia esperar, mas o certo é que eu tinha um contrato com o Caja Laboral e não era fácil minha saída. Agora, os clubes chegaram a um acordo e o mais importante é que estou aqui (no Barcelona) agora", declarou.

No time catalão, Huertas terá uma tarefa muito complicada: substituir o armador Ricky Rubio, que, depois de ser escolhido no draft de 2009, pelo Minnesota Timberwolves, finalmente decidiu jogar na NBA, onde era aguardado com muita expectativa.

Aos 28 anos, o brasileiro passa talvez pelo melhor momento da carreira. Na última temporada, atuando pelo Caja Laboral, não só foi escolhido para o quinteto ideal do Campeonato Espanhol, como também foi eleito o melhor armador da competição.

Marcelinho Huertas deixou o Brasil muito jovem, teve uma breve passagem no basquete universitário dos Estados Unidos, até chegar no DKV Joventut, já na Espanha, onde ficou de 2004 a 2007. Após uma temporada no Bilbao Basket e outra no Fortitudo Bologna, da Itália, chegou ao Caja Laboral.

O jogador já realizou exames médicos no Barcelona e deve voltar em breve a São Paulo, onde a seleção brasileira se prepara para a disputa do pré-olímpico da Argentina, que acontecerá entre 30 de agosto e 11 de setembro, em Mar del Plata.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.