Publicidade
Publicidade - Super banner
Basquete
enhanced by Google
 

Após nova recusa, NBA define futuro nesta quarta

Principal desentendimento continua sendo em relação à divisão das receitas, que no acordo anterior previa 57% para os jogadores

AE |

selo

Getty Images
Jogadores e dirigentes ainda não chegaram a acordo e locaute na NBA segue sem previsão de término
Jogadores e representantes da NBA voltaram a se reunir na última terça-feira, em busca de uma resolução para o impasse que paralisa a principal liga de basquete do mundo desde julho. Mas não foi desta vez que os lados se acertaram e, assim, a definição deve ficar para esta quarta, quando acontecerá novo encontro entre dirigentes e atletas. 

O principal desentendimento continua sendo em relação à divisão das receitas, que no acordo anterior previa 57% para os jogadores. No final de semana, a NBA fez uma última proposta de 50% para cada lado, e deu esta quarta-feira como prazo final para o aceitamento dos atletas . Caso contrário, a nova proposta será de 53% a favor da liga.

LEIA TAMBÉM: Postura de Jordan no locaute gera críticas dos atletas da NBA

"A oferta atual, que foi posta pela NBA sobre a mesa, é algo inaceitável para nós", declarou o armador do Los Angeles Lakers e presidente da Associação de Jogadores de Basquetebol Nacional (NBPA, na sigla em inglês), Derek Fisher. A entidade pediu à liga um novo encontro antes do prazo final, de 5 horas da tarde (no horário dos Estados Unidos) desta quarta, dado pela liga para que os jogadores aceitem a proposta. 

Outra discussão entre as partes trata do sistema de teto salarial. Os jogadores querem que seja mantida a política na qual este valor pode ser ultrapassado, mediante o pagamento de multa. Enquanto isso, a NBA quer mudá-la para um teto intransponível, o que, de acordo com a liga, faria com que as equipes cometessem menos loucuras em contratações.

E AINDA: Após nova reunião, Stern quer resposta dos jogadores até quarta

Assim, um dos lados deve ceder em alguma das propostas para que o acerto seja selado. De acordo com Derek Fisher, sem concessões da NBA, "não vemos uma forma de chegar a um acerto até o prazo" de quarta-feira. Já David Stern, comissário da liga, parece irredutível. "Nossa proposta está na mesa até quarta-feira. Nossa próxima proposta será enviada aos jogadores (caso não haja acordo) e então veremos o que acontecerá", disse. 

A NBA está paralisada desde o dia 1º de julho, quando venceu o antigo acordo com os jogadores e a liga exigiu mudanças para renová-lo. Por conta do impasse, o primeiro mês do campeonato 2011/2012, que começaria no início de novembro, já foi cancelado e, caso o impasse não seja resolvido nesta quarta-feira, há a possibilidade de que aconteça o mesmo com as partidas até o Natal.

Leia tudo sobre: nbalocaute

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG